#BisInforma – Você está por dentro da Inteligência Artificial?

354 Visitas0 Comentários

Compartilhe nas mídias sociais

Saiba porque esse assunto é tão importante para o seu e-commerce

O termo Inteligência Artificial (IA), ou também artificial intelligence (AI), vem ganhando cada vez mais destaque, o que tem aumentado a curiosidade das pessoas em relação ao assunto. Isso ocorre pelo fato da tecnologia ter evoluído cada vez mais e, principalmente, pela necessidade das empresas buscarem, constantemente, uma melhor performance e novas atualizações para se destacarem em um cenário tão competitivo como o atual.

Contudo, será que você está por dentro desse termo tão recorrente, em especial no mercado online?

 

O que é a Inteligência Artificial?

A IA, um conceito já antigo e em constante desenvolvimento, refere-se à capacidade de máquinas pensarem como seres humanos, ou seja, elas são capazes de raciocinar, aprender, decidir e perceber de maneira racional e inteligente. De uma forma geral, a Inteligência Artificial é como uma criança, que absorve gradualmente o que vai aprendendo para começar a entender e identificar. 

Até então, para que a computação simples evoluísse para a Inteligência Artificial, eram necessárias três coisas, são elas:

  • Modelos de dados eficientes para classificar, processar e analisar;
  • Acesso a muitos dados não processados;
  • Computação potente e que possui custo acessível para que o processamento seja rápido e eficiente.

 

No entanto, com a evolução constante desses três pilares, a IA passou a ser realizável a partir da seguinte fórmula: big data (grande volume de dados, de diversas variedades) + computação em nuvem (possibilidade de executar diversificadas tarefas pela internet) + modelos de dados eficientes

Ensinar as máquinas a pensarem, no entanto, necessita de várias ciências da computação que ajudam a compor a função da IA e permitem um bom desempenho dela. Entre essas variadas ciências estão:

  • Machine Learning: também conhecida como aprendizado de máquina, é a capacidade dos computadores aprenderem com o mínimo de programação. Ou seja, a máquina aprende as regras a partir de dados alimentados, produzindo resultados de forma autônoma. Um bom exemplo disso são as recomendações personalizadas para cada usuário na Netflix. 
  • Deep Learning: também chamada de aprendizado profundo, usa algoritmos para imitar o cérebro. Desta forma, consegue reconhecer vozes, imagens e processos, tudo por conta própria.
  • Processamento de Linguagem Natural: essa ciência utiliza as técnicas de machine learning para encontrar padrões em conjuntos de dados puros e, desta forma, reconhecer a linguagem natural, como a análise de sentimentos a partir de algoritmos que identificam padrões das pessoas nas redes sociais.

 

IA no dia a dia? Como?

Você pode não perceber, mas a Inteligência Artificial já uma realidade e está cada vez mais presente em nosso dia a dia, principalmente em redes sociais, aplicativos e smartphones. Entre algumas situações em que a IA é aplicada em nosso cotidiano, estão:

  • A Siri em smartphones da Apple que atua como assistente pessoal;
  • Recomendação de marcações em fotos publicadas no Facebook;
  • Recomendações personalizadas de acordo com cada usuário da Amazon e da Netflix;
  • Preenchimento automático em buscas no Google para que a pesquisa seja certeira;
  • Previsão de melhores rotas feita pelo Waze, para que o usuário evite engarrafamentos ou colisões.

Nunca havia notado essas funcionalidades? Pois é, elas são resultados da Inteligência Artificial para que você tenha uma experiência excelente, que atenda à todas as suas necessidades no momento em que precisa. A IA faz com que você tenha expectativas cada vez mais altas em tudo o que utiliza.

De uma forma geral, esse conceito tem se tornado mais presente em transformações digitais, na economia e na sociedade como um todo. Tem sido cada vez mais eficiente e tem reinventado a experiência do usuário, alterando o modelo de consumo e modificando os negócios e os custos operacionais. Até o ano de 2020, de acordo com a empresa de consultoria Gartner, 20% dos cidadãos de nações desenvolvidas usarão assistentes de IA para tarefas operacionais diárias.

 

Inteligência Artificial para e-commerces

Fica claro que desconhecer esse assunto pode não ser vantajoso para o seu negócio. Afinal, o seu concorrente pode estar um passo à frente de você, atraindo os consumidores que poderiam estar comprando no seu e-commerce. Já pensou nisso? 

Uma forma de utilizar a Inteligência Artificial em lojas virtuais, é apostando em chatbots, algo que já existe e tem dado muito certo. O objetivo principal do chatbot é, justamente, oferecer um atendimento de qualidade no e-commerce, com o propósito de melhorar a experiência dos consumidores. Este, sem dúvida, é um fator decisivo para aumentar a taxa de conversão.

Em campanhas de marketing, por exemplo, os links patrocinados, ou o chamado retargeting, também são boas estratégias de Inteligência Artificial que permitem ajudar o consumidor a lembrar da compra abandonada ou do produto visualizado recentemente. 

Não podemos esquecer, ainda, da IA sendo utilizada para combater fraudes ou recomendar produtos de acordo com o comportamento do consumidor e o seu histórico de navegação, por exemplo. 

Enfim, são diversas possibilidades de oferecer ao consumidor uma experiência de qualidade utilizando a IA, além, é claro, de se destacar em relação aos concorrentes presentes no mercado online atualmente.

 

E então, tem aplicado alguma estratégia de IA em seu negócio? Estudado sobre o assunto? Conte nos comentários como tem sido a sua experiência!

Leia também: Definir o público-alvo pode alavancar as vendas do seu e-commerce

Compartilhe nas mídias sociais

Comente aqui ↓