Como vender mais no e-commerce: fatores importantes para evoluir a longo prazo

12 de agosto de 2020

Talvez estejamos vivendo a era do e-commerce. Devido ao isolamento social, gerado pela pandemia da Covid-19, as vendas online deslancharam. Mas pode ser que você não tenha sentido esse boom no seu e-commerce ou ainda não esteja vendendo tanto. Neste artigo, vou te mostrar os principais aspectos para se dar bem na internet e saber como vender mais no e-commerce.

O primeiro semestre de 2020 contabilizou uma alta de 145% nas vendas online, comparadas com 2019, segundo E-commerce Brasil. Isso significa que as chances do seu negócio emplacar no mundo online é grande. No entanto, estar presente na internet hoje não é o bastante. Você deve buscar ações e novas formas para vender mais no e-commerce.

Já vou te adiantando que não tem uma receita de bolo que você possa aplicar no seu e-commerce para ele vender mais. Porém, existem alguns aspectos que podem gerar bons resultados. Este texto tem um tema amplo, que vai ser modificado ao produzirmos mais conteúdos sobre como vender mais no e-commerce. Continue a leitura e entenda algumas dessas estratégias:

1. E-commerce de nicho

Ter e-commerce de nicho significa vender para os nichos de mercado, que são parcelas específicas de consumidores, com determinadas necessidades e hábitos. Essa estratégia muda um pouco do nosso conceito de vender amplamente, foge do famoso “caiu na rede é peixe”. 

O e-commerce de nicho entende que vender mais no e-commerce é concentrar o seu negócio em necessidades específicas do seu consumidor. Como esta estratégia vende para um público seleto, ela gera um grande potencial de vendas. 

2. Marketing digital

O marketing é responsável por toda a divulgação do seu e-commerce. Esse é um tópico amplo, que dá margem para muitas estratégias e ações. Por isso, é um pilar fundamental na sua operação.

Vários clientes em potencial estão na internet, agora mesmo, buscando produtos similares aos seus. Como você faz para atingi-los é o marketing digital. Entretanto, existem muitas empresas concorrentes que estão buscando por atenção online, então você deve se destacar

A estratégia possibilita que sua loja virtual se destaque, apareça entre os primeiros resultados das buscas e tenha autoridade no mercado. O marketing digital é fundamental para garantir o sucesso do e-commerce e, a partir dele, você vai saber como vender mais no e-commerce.

3. Usando marketplaces

O marketplace é como um shopping virtual, ou seja, ele é um site que une vários lojistas que podem vender seus produtos. Ele pode ser usado como estratégia para complementar as vendas do seu e-commerce. Isso potencializa as suas vendas e possibilita que sua loja virtual se destaque no ambiente virtual. O marketplace é um caminho para deixar seu produto mais perto dos consumidores

Com uma estratégia eficiente, você pode destacar o seu produto nesses marketplaces e chamar clientes para seu e-commerce, aumentando seu faturamento e ganhando novos consumidores. O Mercado Livre e o Magazine Luiza, por exemplo, são alguns dos marketplaces muito conhecidos aqui no Brasil.  

4. Relacionamento digital com cliente

Ter um relacionamento digital é criar um vínculo com o seu consumidor, entendendo quem é ele e sabendo falar a língua do seu cliente.

Este tópico muitas vezes é menosprezado, porque (aparentemente) não influencia diretamente nas vendas. E isso não é verdade. A venda é a consequência de um bom relacionamento com o cliente. Isso não apenas na loja física, mas também no e-commerce.

O relacionamento digital com seu cliente pode ser criado de várias formas: e-mail marketing, conteúdo para blog, canal no youtube, chat no site, posts em redes sociais, entre várias outras formas de estar presente para o cliente. Saber como vender mais no e-commerce é fruto de descobrir a forma que o seu público quer se comunicar com você e criar um relacionamento com ele.

5. Ranqueamento orgânico

Quando seu cliente quer comprar algo na internet, ele digita no Google (ou em outros buscadores) o produto que deseja e navega em busca da sua compra a partir do resultado daquela pesquisa.

Para o cliente comprar na sua loja virtual, você tem que aparecer em suas buscas. E fazer isso acontecer não é tão simples. Para se destacar entre os concorrentes e melhorar o posicionamento do seu e-commerce no Google, existem algumas ações para adotar no seu negócio.

As técnicas de SEO (Search Engine Optimization) são algumas das ações não pagas que podem ser implementadas no seu e-commerce para o Google destacar e ranquear a sua loja virtual organicamente. Ficar em primeiro lugar no Google não é uma tarefa simples, tampouco rápida. Mas é um trabalho cotidiano, de dedicação e produção de conteúdo, que vai melhorar muito as suas vendas.

6. Mídia paga

Você já acessou uma loja virtual, gostou do produto, acabou não comprando e um anúncio desse produto voltou para você algum tempo depois? Isso acontece devido à uma das principais estratégias de mídia paga e pode ser muito eficiente para o e-commerce.

A mídia paga é a publicidade do e-commerce. Ela é criada com o objetivo de conduzir o público-alvo até o seu e-commerce e-commerce.

Nesse universo, existem diversas alternativas disponíveis, como anúncios no Facebook, os banners, links patrocinados nos buscadores, entre outros. Mas uma das ferramentas mais utilizadas para promover a mídia paga é o Google Adwords, que permite que o seu e-commerce apareça em destaque no Google.

A mídia paga gera tráfego, permite segmentação, aumenta visibilidade, possibilita investimento flexível e ainda facilita mensuração de dados.

7. Redes sociais

Sabe aquele lance de estar onde seu consumidor está? Então, isso se aplica perfeitamente aqui. Hoje já não é mais um diferencial seu e-commerce possuir uma conta Instagram, porque a maioria das marcas possui uma conta ativa. O consumidor mudou o padrão de compra e, hoje, uma loja sem presença forte nas redes sociais não é uma loja que os consumidores se lembram e, consequentemente, compram.

WhatsApp, Instagram, Facebook, Twitter, Tik Tok são apenas algumas das muitas redes sociais em evidência. Nessas mídias, você tem a oportunidade de mostrar a sua marca com relevância. Mas é importante pensar nas redes como divulgação de conteúdo sobre o seu segmento e não apenas como veiculação de anúncios institucionais. 

Além disso, você deve saber a forma de funcionamento de cada uma para utilizá-la da melhor forma possível. Se você souber usar as redes sociais estrategicamente, é possível criar uma relação próxima com os clientes. Isso gera engajamento para sua marca e, consequentemente, tráfego para o e-commerce. 

8. Aproveite datas comemorativas

As datas comemorativas são vários ganchos distribuídos durante o ano que são ótimas oportunidades de vendas. Se usadas estrategicamente, as datas comemorativas podem ser a “galinha de ovos de ouro” do seu e-commerce.

Dia dos Namorados, Natal e Black Friday são alguns dos exemplos de datas que são gatilhos mentais no e-commerce. Isso acontece porque são épocas importantes e as pessoas estão propensas a comprar mais.

Para essas campanhas promocionais atraírem consumidores, invista em posts em redes sociais, banners no site e e-mail marketing visualmente apelativos para o tema da data.

9. Omnichannel

O omnichannel é a integração de todos os canais que seu negócio utiliza para vender. Isso, além de facilitar muito a sua operação, ajuda a oferecer uma experiência incrível para o seu cliente. 

Essa estratégia integra loja virtual, loja física, redes sociais, marketplaces, aplicativo, vendedores e compradores. Portanto, o objetivo é disponibilizar ao consumidor múltiplos canais de contato com a marca

O omnichannel faz com que o consumidor veja todos os canais da marca como um só e isso melhora muito a experiência do cliente. Isso faz com que a fidelização seja recorrente e as taxas de conversão aumentem.

10. Usabilidade

Usabilidade é a palavra-chave do e-commerce. A usabilidade é pensar na experiência de compra dos usuários ao desenvolver seu e-commerce.

O usuário navega no e-commerce e, com poucos cliques, consegue achar o que procura e concluir a compra? Isso é resultado de uma boa usabilidade adotada na loja virtual. Navegação simples, fácil, intuitiva e rápida são fatores primordiais quando falamos de usabilidade no e-commerce. São vários detalhes que devem ser pensados para oferecer uma experiência de compra eficiente. 

11. Automação

A automação possibilita a instalação de um sistema automático de controle dos processos da operação. Ou seja, a automação mecaniza os processos da operação, controlando e executando processos por meio de dispositivos que podem ser operados e corrigidos automaticamente.

Além disso, essa digitalização dos processos oferece uma visão crescente e a longo prazo da loja virtual. E, para vender mais e escalar sua loja virtual, você precisa que parar de “pensar pequeno”!

Muitas vezes, existem processos desnecessários sendo realizados que poderiam ser feitos automaticamente. A automação de tarefas melhora todas as etapas do negócio, como o controle de estoque, o marketing e a integração de processos.

12. Fidelização

Fidelizar clientes é fazer com que seu cliente queira voltar a comprar novamente no seu e-commerce, mas isso não é uma tarefa fácil. Por isso, é preciso se atentar cada vez mais nos detalhes. Boas práticas de fidelização não são diferenciais, mas sim algo necessário de ser adotado para sua loja virtual vender mais.

“Manter um cliente custa 5 a 7 vezes menos do que conquistar um novo”, essa frase se tornou muito famosa e é do Philip Kotler, famoso consultor de marketing. Pensando nesses números, dá para entender que fidelizar seus clientes pode ser a solução de algumas dificuldades da sua loja virtual. 

O frete grátis e descontos cumulativos são algumas formas de oferecer benefícios aos consumidores e melhorar a taxa de recompra.

13. Parcerias

Parcerias, basicamente, são trocas em que você oferece algo em troca de alguma coisa, uma relação em que você e o parceiro ganham. As possibilidades aqui são infinitas, você pode fazer parceria com lojas virtuais, influenciadores, blogueiros, lojas físicas e por aí vai. As parcerias ajudam na divulgação, melhoraram a autoridade de mercado e podem aumentar o tráfego do seu e-commerce.

Ao fazer uma parceria, é interessante compartilhar um público-alvo importante. Ou seja, ambas as empresas precisam ter um objetivo muito claro e, de alguma forma, alcançar os clientes corretos. Não adianta fazer uma parceria só por fazer, é preciso que faça sentido para o cliente, que é quem vai ser impactado pela parceria.

Se utilizadas com sabedoria, as parcerias podem ser a peça-chave para vender mais no e-commerce e alcançar um público que muitas vezes você não atingiria apenas com divulgação na sua loja virtual.

14. Plataforma de e-commerce

A plataforma é toda a infraestrutura do e-commerce que possibilita você criar um layout, inserir seus produtos e criar estratégias de marketing. Sendo assim, a plataforma que você escolhe para o seu e-commerce interfere diretamente nas suas vendas.

Há muitas opções de plataforma de e-commerce no mercado e escolher uma delas é um grande desafio. Até porque não existe uma regra definida. Você deve escolher uma plataforma que converse com o seu modelo de negócio e com as necessidades dos seus clientes. 

Vender mais é uma consequência

Eu sei que é muita coisa, muito trabalho, mas calma! Você não precisa executar tudo de uma vez no seu negócio. Faça aos poucos, priorizando da forma que fizer mais sentido para você e estudando o que trará mais resultados.

Como eu já falei por aqui, não existe uma regra. Portanto, veja o que faz sentido para a sua loja virtual, pode ser que alguns dos fatores que apontei neste artigo não façam sentido para você. O importante é avaliar seu negócio e implantar aquilo que trouxer resultados.

Por isso, repasse com atenção cada um desses pontos, desde o e-commerce de nicho até a plataforma, e entenda o que se adequa às suas necessidades.

A ideia é que esse artigo sirva como uma espécie de guia para você. Entretanto, esse é um assunto muito amplo e não dá para falar tudo sobre ele em um único texto. Então, nas próximas semanas, vou fazer um artigo para cada um desses tópicos, aprofundando e passando mais detalhes de como executar cada estratégia no seu e-commerce.

Além disso, fiz um vídeo com mais algumas dicas para alavancar as vendas da sua loja virtual, confira:


Tags:







Quer ficar por dentro de todas as novidades?
Assine a newsletter da Bis