Como anunciar conteúdo proibido e sensível nos motores de busca e atrair mais clientes

Júlia Proença | 6 de abril de 2023

Se você tem uma loja virtual que oferta conteúdo proibido e sensível e quer crescer na internet, é preciso estar atento às políticas e restrições de cada plataforma de publicidade. 

Algumas delas, como o Google Ads e o Meta, responsável pelo Instagram e o Facebook, não permitem o anúncio de certos tipos de produtos e conteúdos que possam ser considerados ilegais, perigosos, desonestos ou ofensivos.

Porém, os e-commerces que oferecem estes tipos de produtos também podem ter êxito nestas plataformas, aprendendo a equilibrar materiais de qualidade com publicidade.

Neste artigo, vamos explicar quais são os principais tipos de produtos e conteúdos proibidos pelas plataformas de publicidade online e como você pode anunciar sua loja virtual sem violar as regras.

Boa leitura!

Quais são as diretrizes do Google para Conteúdo Proibido?

Se você usa o Google Ads, é importante conhecer as políticas que controlam o que pode ou não ser exibido na rede. 

O Google tem uma política de conteúdo proibido bastante rígida, visando proteger os usuários de situações desconfortáveis, perigosas ou ilegais. 

O conteúdo vetado inclui, mas não se limita a:

Adulto: qualquer conteúdo que seja sexualmente explícito, obsceno ou pornográfico.

Violento: temáticas que mostrem ou incentivem a violência, o abuso, o terrorismo ou a automutilação.

Discriminatório ou de ódio: promover ou incitar o ódio, o preconceito ou a intolerância, baseado em características como raça, etnia, religião, gênero, orientação sexual ou deficiência.

Enganoso ou fraudulento: qualquer tipo de postagem que induza os usuários a erro, faça falsas promessas ou viole leis de proteção ao consumidor.

Perigoso ou ilegal: qualquer assunto que promova ou facilite atividades ilegais, como drogas, armas, jogos de azar ou pirataria. 

Além das temáticas que são proibidas no motor de buscas, alguns conteúdos são considerados restritos, ou seja, são exibidos com algumas restrições. 

Essas limitações podem variar de acordo com o país, a cultura e o formato do anúncio. 

Dentre os conteúdos restritos, podemos citar anúncios e postagens relacionadas a álcool, saúde, finanças, política e religião. 

Quais as consequências da violação de Políticas do Google?

É importante destacar que o Google leva essas políticas à sério e impõe consequências para aqueles que as violam. 

Isso pode incluir a suspensão ou desativação da conta, a perda do investimento em publicidade e a reputação prejudicada. 

Por isso, é fundamental que os anunciantes leiam atentamente as diretrizes da plataforma e verifiquem se o conteúdo se enquadra dentro das regras estabelecidas para evitar qualquer tipo de penalidade.

Dessa forma, é possível anunciar de forma eficaz e segura, sem prejudicar a reputação da marca ou incorrer em punições.

Como anunciar conteúdo proibido e sensível na minha loja virtual? 

Se você tem uma loja virtual que vende ou divulga algum tipo de produto ou conteúdo proibido pelas plataformas de publicidade online, você tem algumas opções para anunciar seu negócio sem violar as regras. 

Veja algumas dicas:

Esteja atento às diretrizes e recomendações

Antes de começar a anunciar, é importante ler atentamente as políticas das plataformas de anúncios, como o Google Ads, Facebook Ads, entre outras. 

Cada plataforma possui suas próprias regras sobre os tipos de produtos e conteúdo sensível que podem ser anunciados. Além disso, analisam também as formas de apresentação e linguagem utilizadas nas comunicações.

Por exemplo, o Google Ads proíbe a exibição de anúncios que promovam a venda de produtos relacionados a drogas ilícitas, armas de fogo, explosivos e material adulto. 

Além disso, estabelece regras para a exibição de anúncios de produtos e serviços relacionados à saúde, finanças e política. 

Já o Facebook Ads proíbe a exibição de anúncios que contenham imagens explícitas, discurso de ódio, violência ou assédio, além de estabelecer regras para a exibição de produtos e serviços relacionados à saúde, bem-estar e beleza.

Ao ler as diretrizes e recomendações de cada plataforma é possível evitar que seu conteúdo seja rejeitado ou removido e também garantir sua exibição de maneira adequada e segura para o público. 

Utilize boas imagens

Utilizar imagens adequadas e de qualidade é essencial para todos os nichos do e-commerce, mas é um trunfo ainda maior quando o assunto é produtos restritos e conteúdo sensível.

Elas são uma parte fundamental do anúncio e podem ser uma ferramenta poderosa para chamar a atenção do público e transmitir a mensagem da marca.

No entanto, é importante escolher imagens que sejam apropriadas para o público e que estejam de acordo com as políticas da plataforma. 

Isso significa evitar imagens que possam ser consideradas ofensivas, inadequadas ou desrespeitosas, como imagens de violência, nudez ou conteúdo sexual explícito.

Além disso, as imagens devem ser relevantes para o produto ou serviço que está sendo anunciado e ajudar a transmitir a mensagem da marca de maneira clara e objetiva. 

Escolha imagens que tenham um apelo visual forte e que se destaquem em meio a tantos outros anúncios.

É importante lembrar que as imagens não devem ser usadas de maneira enganosa ou manipulada para parecer diferente do produto ou serviço real que está sendo anunciado.

Atitudes como essa podem prejudicar a reputação da marca e gerar desconfiança do público em relação à sua loja virtual.

Direcione a comunicação para seu público

A segmentação de público é uma estratégia importante para divulgar conteúdo proibido e sensível em uma loja virtual. 

Essa técnica permite que os anúncios sejam direcionados para um público específico, que tenha mais probabilidade de se interessar pelo que está sendo anunciado.

Dessa forma, é possível levar em consideração diferentes fatores, como idade, gênero, localização geográfica, interesses, comportamento de compra e outras características relevantes para o negócio. 

Com essas informações, é possível criar anúncios mais eficazes e mais relevantes para o público-alvo. E, com isso, aumentando as chances de conversão e de retorno sobre o investimento em publicidade.

Além disso, a segmentação de público também permite que os anúncios sejam exibidos em plataformas específicas e acessadas por seus clientes. 

Por exemplo, se o público-alvo é composto por jovens entre 18 e 25 anos, você pode  focar sua estratégia de marketing em redes sociais como o Instagram e o TikTok, mais populares entre a faixa etária.

Crie conteúdo relevante

A criação de conteúdo educativo e informativo pode ser uma estratégia altamente eficaz para captação de clientes em E-Commerces de nichos sensíveis. 

Dessa forma, você ajuda a educar o público sobre o produto ou serviço oferecido pela loja virtual, fornecendo informações valiosas que os clientes em potencial podem estar procurando.

Aplicando essa estratégia, é possível estabelecer a autoridade da sua marca no segmento e aumentar a confiança do público em relação à qualidade e segurança oferecida.

Além disso, a ação pode ajudar a atrair visitantes e a criar engajamento, aumentando as chances de conversão em vendas.

Por exemplo, se você vende produtos relacionados à saúde, como suplementos ou equipamentos de ginástica, pode criar conteúdo educativo sobre os benefícios, dicas de exercícios, receitas e até ideias de looks para academia. 

Esse tipo de conteúdo pode ser publicado em um blog, em vídeos nas redes sociais ou ser disponibilizado em um e-book gratuito.

Mas, não se esqueça! É importante levar em consideração as necessidades e interesses do público-alvo, além de abordar temas relevantes para o seu nicho de atuação. 

O conteúdo deve ser bem pesquisado e escrito de forma clara e objetiva. Dessa forma, você garante que a mensagem seja transmitida e que seu cliente engaje mais com sua marca. 

Hospede seu E-commerce numa plataforma de confiança

Ter um site próprio para sua loja virtual é essencial, especialmente ao lidar com produtos restritos e conteúdo sensível. 

Um site personalizado e profissional ajuda a construir a confiança dos clientes, permitindo que você gerencie melhor questões de privacidade e segurança. 

Com controle total sobre o design, funcionalidades e políticas, você pode adaptar seu site às necessidades específicas dos produtos que comercializa.

Ao possuir seu próprio E-commerce, você tem maior facilidade para segmentar o público-alvo, atraindo clientes interessados em seus produtos sensíveis. 

Isso também permite personalizar suas estratégias de marketing, como SEO, marketing de conteúdo e campanhas de e-mail marketing, para se concentrar nos clientes que você deseja atingir. 

Além disso, você se torna mais independente de plataformas de terceiros, que podem ter restrições sobre a venda e divulgação de produtos sensíveis. Essa autonomia garante maior estabilidade para o seu negócio. 

Você pode contar com a Bis2Bis Comércio Eletrônico nessa empreitada!

Oferecemos uma plataforma de E-commerce segura e profissional, com vários exemplos de negócios do nicho de conteúdo proibido e sensível na nossa base de clientes. 

Entre em contato com um de nossos especialistas e saiba como a sua loja virtual pode evoluir e crescer junto com a Bis!  

Como atrair mais clientes para meu E-commerce de conteúdo proibido e sensível?

Anunciar conteúdo proibido e sensível e atrair mais clientes é um desafio para muitos E-commerces, mas é possível alcançar o sucesso seguindo as diretrizes das plataformas de publicidade e implementando estratégias adequadas. 

Ao estar atento às políticas, selecionar boas imagens, segmentar a comunicação, criar conteúdo relevante e contar com uma boa plataforma, você pode divulgar seu negócio de forma eficiente e segura. 

Com dedicação e planejamento, é possível superar as barreiras e conquistar clientes, expandindo o alcance e o sucesso do seu negócio na era digital.


Tags: