aproveitar a black friday

Como aproveitar a Black Friday da melhor maneira? PARTE 2

540 Visitas0 Comentários

Compartilhe nas mídias sociais

Nesta segunda parte, confira no que você precisa se atentar para que a sua loja virtual tenha o melhor desempenho na Black Friday

Na parte 1 desta série de posts sobre como aproveitar a Black Friday da melhor maneira, publicada na semana passada (se você ainda não leu, clique aqui), nós te mostramos a importância que a organização tem na realização de campanhas promocionais, como a sexta de promoções que está chegando. Além disso, disponibilizamos um passo a passo do que um planejamento realmente eficiente precisa conter para guiar todas as ações de forma efetiva com o objetivo de trazer resultados positivos.

No entanto, além do planejamento detalhado e de qualidade, primeiro passo para uma campanha poderosa, é preciso olhar com muita atenção e carinho para o seu e-commerce, afinal, ela é a vitrine dos seus produtos e o ambiente em que os consumidores realizarão as compras.

Por essa razão, sua loja virtual deve funcionar perfeitamente para garantir uma experiência excelente aos consumidores, além de fornecer todo o suporte e informações necessárias. É aqui que entra o segundo passo dessa jornada para elaborar uma Black Friday de sucesso no seu e-commerce.

Nessa segunda fase, se atente nos seguintes pontos:

 

1- Plataforma

É de suma importância que a plataforma do seu e-commerce atenda todas as necessidades do seu negócio, sem comprometer a performance da sua campanha. Diante disso, é preciso que você opte por um serviço que:

  • Seja estável e não apresente inconsistências a todo momento;
  • Tenha uma navegação boa e rápida;
  • Apresente uma excelente usabilidade, com layout intuitivo;
  • Possua um checkout simples e otimizado, para não atrapalhar a compra do consumidor ou aumentar a taxa de carrinhos abandonados;
  • Contenha um sistema de pagamento eficiente, que englobe diversas possibilidades (crédito, débito, boleto etc);
  • Tenha boas técnicas de SEO aplicadas para o e-commerce chegar ao consumidor de forma orgânica;
  • Disponha de um painel de gerenciamento fácil que permite um cadastro rápido dos produtos;
  • Possibilite a integração com outras ferramentas para melhorar cada vez mais a experiência do consumidor; 
  • Tenha uma logística eficaz para manter a loja organizada; e
  • Apresente uma versão mobile impecável, afinal, os consumidores têm feito muitas compras por dispositivos móveis.

Se estes pontos funcionam perfeitamente em sua plataforma, ótimo! Você possui um e-commerce de qualidade que atenderá todas as suas necessidades e não te deixará na mão com a alta demanda de pedidos que pode chegar com a Black Friday.

Agora, se você tem problemas constantes com a plataforma do seu e-commerce, é preciso repensar se ela está sendo ideal para o seu negócio ou se chegou a hora de trocar de plataforma. 

Dica! Ao escolher uma empresa que desenvolverá a plataforma do seu e-commerce, lembre-se de certificar que o suporte oferecido é de qualidade. Afinal, em momentos de imprevisto você precisará de agilidade na solução dos problemas para não perder vendas.

Leia +

O que testar em sua plataforma de e-commerce?

Quando é a hora de trocar a plataforma do E-commerce?

Plataforma de e-commerce: chegou a hora de mudar a sua? Descubra!

Plataforma de e-commerce Gratuita. O Barato que custa Caro!

 

2- Servidor

Se o seu e-commerce demora muito tempo para carregar a página, seja inicial, de produtos ou checkout, os consumidores abandonarão a loja e partirão para o concorrente que oferece uma usabilidade melhor. É por essa razão que você precisa escolher um servidor de qualidade para o seu empreendimento, para que a sua campanha da Black Friday não seja prejudicada.

É preciso que você pense no tamanho da sua loja, no tráfego e na quantidade de produtos que irá ofertar. Além disso, é necessário escolher qual será o servidor, que pode ser:

  • Dedicado: ideal para e-commerces com grande quantidade de acessos. Traz mais segurança e estabilidade, mas exige uma equipe especializada e apresenta custos mais altos.
  • Compartilhado: ideal para e-commerce com baixo tráfego. Pode apresentar instabilidade, mas apresenta baixo custo.

Atenção! Não se esqueça de avaliar bem, na hora da escolha do servidor, o histórico da empresa que oferecerá o serviço, a capacidade técnica, o suporte oferecido, a segurança e, claro, o custo. 

Entenda melhor como um servidor de qualidade pode aumentar as suas vendas clicando aqui!

 

3- Segurança

O seu e-commerce possui certificado de segurança, também conhecido como Secure Socket Layer (SSL)? Ele é responsável por garantir a privacidade e a integridade dos dados e é fundamental para proteger o seu e-commerce de roubos, passar mais segurança aos consumidores, valorizar a marca do empreendimento, aumentar o ranqueamento nos buscadores e possibilitar a oferta de mais formas de pagamento. 

Existem três modelos de certificados, que são:

  • Validação de domínio: verifica apenas o domínio do site.
  • Validação de organização: verifica o domínio e as informações da empresa.
  • Validação estendida: faz a verificação completa do site.

Lembre-se de escolher o certificado que mais se encaixa ao seu negócio, além de analisar o custo, a credibilidade da empresa, os serviços oferecidos e o suporte. 

Leia +

 Como escolher o certificado de segurança ideal?

 

Atenção à Lei Geral de Proteção de Dados

A Lei Geral de Proteção de Dados, também conhecida como LGPD, é uma legislação brasileira que regulamenta o tratamento de dados pessoais, principalmente em ambientes virtuais. Aprovada em 2018, a lei teve a medida provisória n.º 869 aprovada neste ano, que retoma diversos itens que haviam sido vetados. A LGPD deve ser implementada por definitivo em agosto de 2020. 

 

4- Cadastro dos produtos 

Você jamais deve esquecer de fazer um bom cadastro de produtos no e-commerce. É fato que os consumidores compram com os olhos e, como não podem ter os produtos em mãos para decidir pela compra, é preciso que você aposte em fotografias de qualidade e descrições bem completas e atrativas para tornar a tomada de decisão mais fácil.

Na descrição, lembre-se de colocar o máximo de informações que tiver, mas sem copiar da internet ou do fornecedor para não prejudicar o ranqueamento nos buscadores por conteúdo duplicado. Aposte em apresentar os benefícios, a forma que é utilizado e a composição, por exemplo. Avaliações de outros consumidores são sempre bem-vindas, tanto em texto como em vídeos.

Para as fotografias, aposte no tipo Still (fotografia de produto) para apresentar os seus artigos. Elas são eficientes por evidenciar os mínimos detalhes, o que acaba passando mais segurança aos consumidores. Além disso, a fotografia Still ambientada também é excelente para trazer o produto à realidade. 

Conheça mais sobre a fotografia Still aqui!

 

5- Atendimento

Se o consumidor é mal atendido no e-commerce, pode dar adeus à fidelização e recorrência. Assim, o atendimento deve ser excelente. Seu empreendimento deve se comunicar de forma humanizada e existem diversos canais de contato que podem ser utilizados para transparecer a empresa, como: chat online, chatbot, formulário de contato, e-mail, telefone e redes sociais. São atitudes como essas que farão com que os consumidores se sintam mais seguros e satisfeitos, o que melhora a experiência e garante a fidelização.

Que tal conhecer 5 práticas de atendimento para o seu e-commerce? Clique aqui

 

E aí, gostou do texto? Já está de olho nesses pontos para deixar o seu empreendimento preparado para a Black Friday? Conte nos comentários!

Leia também: 7 razões para você escolher a Bis2Bis E-commerce como parceira

Compartilhe nas mídias sociais

Comente aqui ↓