tela de computador mostrando site de compras

E-commerce de móveis: entenda melhor esse mercado!

648 Visitas0 Comentários

Compartilhe nas mídias sociais

Descubra quais são as inseguranças dos consumidores nesse setor e como garantir um e-commerce eficiente e seguro

O 39º Webshoppers, realizado pela Ebit | Nielsen, apontou que, no ano de 2018, os produtos de Bens Duráveis (eletrônicos, eletrodomésticos, livros, móveis, etc), se tornaram representativos em relação ao volume de vendas e às empresas que atuam com excelência. 

Apesar de ser um mercado que tem apresentado destaque e aumento no número de concorrentes, o e-commerce de móveis/moveleiro ainda traz desafios e causa algumas inseguranças aos consumidores, como:

  1. garantia em relação à entrega;
  2. trocas e devoluções;
  3. processo de armazenamento e distribuição;
  4. responsável pela montagem;
  5. oferta de assistência técnica.

Para reverter essa situação e superar esses desafios, existem práticas importantes para esse mercado. 

Um relatório do setor moveleiro desenvolvido pelo SIS/Sebrae, intitulado “E-commerce de nicho, a segmentação a favor do setor moveleiro”, indica que as melhores oportunidades são alcançadas pelos lojistas virtuais que conhecem bem os seus consumidores e que estão atentos para explorar outras áreas ainda não ocupadas no mercado.

Além disso, as orientações feitas pelo SIS/Sebrae englobam outras ações:

  1. escolher uma plataforma que atenda todas as necessidades;
  2. elaborar descrições completas e com todas as medidas;
  3. se atentar à legislação do e-commerce;
  4. pensar na logística, pois o mercado moveleiro exige maior atenção e, principalmente, inovação;
  5. oferecer um excelente atendimento para construir uma boa reputação da marca;
  6. divulgar e utilizar o conteúdo com as estratégias de marketing. 

No entanto, essas ações descritas acima não se direcionam apenas para os e-commerces de móveis, mas para o mercado online todo, como já abordamos diversas vezes aqui no blog.

O setor de movelaria exige outras práticas específicas e essenciais para que todos os desafios sejam enfrentados e a segurança dos consumidores garantida. E é isso que você confere logo abaixo! Acompanhe!

 

Garantia da confiança do consumidor

As ações que precisam ser aplicadas para garantir a confiança do consumidor em um e-commerce de móveis são: ter uma política de troca e devolução clara e, sempre que possível, possibilitar que esse processo seja feito na loja física; deixar evidente o prazo de entrega, o valor do frete e informar casos de atraso; e disponibilizar todas as informações da empresa no e-commerce, como razão social, CNPJ e endereço, e formas de contato. 

 

Trocas e devoluções

Os consumidores, em qualquer produto ou serviço adquirido pela internet, têm o direito à devolução por arrependimento, no prazo de sete dias corridos, a partir da data de recebimento. 

Em ambas as situações, troca ou devolução, principalmente de produtos mais delicados, o ideal é orientar o consumidor como deve ser feita a embalagem para o envio da peça. 

Como evitar trocas e devoluções?

  • Ter fotografias de qualidade para destacar as características do produto;
  • Disponibilizar descrições detalhadas com todas as informações necessárias;
  • Elaborar uma embalagem segura, principalmente para artigos mais delicados;
  • Deixar claro os produtos que são entregues desmontados;
  • Informar se a empresa fornece serviço de montagem.

Dica! Em caso de defeito no produto, algumas empresas de movelaria optam por substituir apenas a peça com problema. Essa pode ser uma solução mais econômica para o seu negócio! 

 

Armazenamento adequado

O armazenamento de móveis e de artigos de decoração deve ser impecável, respeitando as condições ideais de estocagem, feita em espaço amplo e com temperatura e umidade controlados.

LEIA MAIS

 

Distribuição segura

Em relação ao envio dos produtos, o ideal é pesquisar a distribuidora que oferece o serviço de maior qualidade e evitar que a compra do consumidor chegue com danos e comprometa a credibilidade da marca.

 

Montagem por conta do cliente

Se a empresa não oferece o serviço de montagem e fica a cargo do cliente solucionar esse ponto, o melhor é: enviar um manual detalhado e de fácil compreensão ao consumidor, com o passo a passo da montagem; disponibilizar vídeos explicativos, estilo tutorial; indicar fornecedores de confiança desse serviço; e permitir o agendamento da montagem do móvel pela loja física.

 

Assistência aos consumidores

No e-commerce de móveis, o ideal é fornecer uma assistência técnica, como um Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC), para solucionar possíveis dúvidas e receber reclamações ou elogios. 

Aqui, o interessante é formar uma equipe capacitada de técnicos locais, o que permite um atendimento ágil e de qualidade. 

 

Marketplaces como opção

Outra opção comumente utilizada por lojistas são os marketplaces, também conhecidos como shopping centers virtuais. É um modelo que reúne diferentes lojas em um único ambiente.

Que tal conhecer mais e descobrir se essa é uma boa opção para o seu empreendimento?

Ainda ficou com dúvida sobre esse assunto? Converse com um dos especialistas da Bis2Bis E-commerce e tire todas as suas dúvidas. É só clicar no botão abaixo!

QUERO CONVERSAR

Gostou do conteúdo? Já conhecia sobre esse mercado? Conte nos comentários!

Leia também: E-commerce B2B: o que você deve saber para alavancar os seus resultados

Compartilhe nas mídias sociais

Comente aqui ↓