fraude e-commerce como evitar

Fraude no e-commerce: saiba como evitar!

110 Visitas0 Comentários

Compartilhe nas mídias sociais

Dê sua nota!

 
 

Manter a segurança no e-commerce é fundamental para garantir a confiança dos consumidores; confira algumas atitudes para evitar as temidas fraudes

Para qualquer lojista virtual, os riscos de fraude é um dos principais problemas enfrentados no e-commerce. Afinal de contas, situações como essa podem gerar grandes prejuízos, arranhar a imagem da marca e afastar os consumidores que não terão mais segurança e confiança em realizar qualquer compra no empreendimento.

Entretanto, sabemos que infelizmente fraudes podem acontecer em qualquer lojas virtuais. Saber evitar esse cenário é uma atitude que deve fazer parte do planejamento do seu negócio online. Diante disso, continue a leitura do texto e confira algumas atitudes que te ajudarão nesse processo.

 

O que é uma fraude?

Primeiramente, você sabe no que consiste uma fraude? Bom, uma ação fraudulenta no e-commerce pode ocorrer em diferentes situações:

  • Password cracking: os dados do e-commerce de uma pessoa são roubados e o criminoso altera o endereço de entrega para receber o produto.
  • Roubo de dados do cartão: quando os dados do cartão do cliente são roubados para serem utilizados de forma ilegal por outra pessoa.
  • Fraude amiga: quando um amigo ou parente utiliza os dados do cartão do titular ilegalmente para a compra de algum produto ou serviço.
  • Auto-roubo: quando uma compra é realizada e aprovada pelo cartão e após o envio ou entrega do produto, o titular entra em contato diretamente com o cartão para cancelar tal compra, alegando não realizado o pedido.
  • Mobile fraude: quando o criminoso rouba os dados do celular ou o próprio aparelho e realiza compras ilegalmente.

A partir do momento em que o consumidor descobre a fraude, o mesmo entra em contato com o cartão para relatar que a compra não foi realizada por ele. Na sequência, o cartão entra em contato com a loja virtual para verificar a informação e ser for confirmada, ocorre o estorno do valor. Essa situação é conhecida como chargeback.

Conhecendo os tipos de fraudes que podem acontecer, fica mais fácil identificá-las e planejar as ações necessárias para evitar essas ocorrências tão desagradáveis.

 

Como proteger o seu e-commerce das fraudes

Após compreender os tipos de fraude, o próximo passo é se preparar e utilizar de técnicas capazes de proteger a sua empresa e evitar tais situações. Entre as técnicas que podem ser utilizadas, destacamos aqui:

Utilização de certificado de segurança

O certificado de segurança, também conhecido como selo de segurança, mostra aos visitantes que a página e a navegação são seguras, além de criptografar as informações de seus clientes. Ao aplicar um certificado, o e-commerce não corre o risco de ter os dados roubados. Isso afasta os possíveis fraudadores e garante a confiança dos consumidores.

Um e-commerce que possui um certificado de segurança eficiente, apresenta em sua URL a seguinte informação:

certificado de segurança e-commerce

Aposte em um sistema de análise de risco / fraude

Ter em seu e-commerce uma boa ferramenta de análise de risco, é mais um passo a ser dado para minimizar o risco de um prejuízo por conta de estelionatários. A partir desses sistemas, é possível identificar toda a compra dos seus clientes e verificar se há sinais de irregularidades que possuam relação com algum tipo de fraude.

Ter o próprio sistema antifraude também é uma opção. No entanto, por ser uma operação complexa, as variáveis de análise de risco estão sempre mudando e necessita de um time capacitado para fazer a manutenção deste sistema e, além disso, a verificação deve ser rápida o suficiente para bloquear compras suspeitas ou liberar compras com menor risco para evitar prejuízos futuros. Diante dessa questão, a escolha de uma ferramenta de análise ainda se torna a alternativa certeira.

Geralmente, esses sistemas utilizam de inteligência artificial para fazer uma análise completa das informações. É possível identificar de qual meio a pessoa chegou até o e-commerce, quais páginas visitou, quanto tempo foi a navegação, qual o dispositivo, a geolocalização do IP, registro de dados da pessoa, identificação do código de segurança do cartão, entre outros. Aqui, é considerado o comportamento do indivíduo e, em tempo real, há a verificação completa se a compra realmente é verdadeira.

Escolha bem os intermediadores de pagamento

Um intermediador de pagamento é responsável por realizar os pagamentos, analisar quais são os riscos da compra e assim, liberar o pedido. Isso ocorre mediante cobrança de um percentual da transação. São capazes, então, de fazer toda a análise das transações online e prevenir o chargeback, já citado acima.

Ainda, essas ferramentas garantem ao vendedor o pagamento dos pedidos, tranquilizam os consumidores e, algumas vezes, exclui a necessidade de uma ferramenta de análise de fraude.

Alguns exemplos de intermediadores de pagamento no mercado que são parceiros da Bis2Bis:

paypal intermediador pagamento e-commerce wirecard intermediador pagamento e-commerce pagseguro intermediador pagamento e-commerce mercado pago intermediador pagamento

Construa processos bem definidos

Os seus métodos de identificação de riscos no e-commerce devem ser bem definidos e precisam estar dentro de seu planejamento para controle do e-commerce. Isso deve ser realizado seja para situações em que a análise é feita internamente ou por meio de intermediadores / sistemas.

Se a sua análise de fraude for feita internamente, lembre-se de: escolher as ferramentas de apoio; os critérios de aprovação das compras; solicitar todas as documentações necessárias para possível caso de estorno; definir as formas de cancelamentos dos pedidos.

Agora, se a análise for realizada por meio de intermediadores ou sistemas antifraude, é preciso focar em: entregas e meios de transportes seguros que oferecem rastreamento; sempre anexar todos os comprovantes; solucionar rápido os pedidos de disputa dos produtos.

Prepare toda a sua equipe

A partir do momento que você já possui conhecimento dos tipos de fraudes que podem ocorrer e as maneiras de evitar essa situação, é preciso dar outro passo: treinar toda a equipe que trabalha com você no e-commerce. Ela precisa estar preparada para todos os desafios, além de entender perfeitamente quais são os procedimentos para evitar as fraudes na loja.  

De uma forma geral, para evitar que seu e-commerce sofra com fraudes, você, vendedor precisa:

  • Consultar a reputação do intermediador ou sistema antifraude que pretende contratar;
  • Certificar que todos os produtos vendidos tenham um comprovante de entrega assinado;
  • Verificar sempre se os consumidores receberam os produtos corretamente;
  • Analisar com calma os pedidos que são considerados suspeitos e, se necessário, entre em contato com o cliente.

Para você, consumidor, ter mais segurança na hora da compra e evitar cair em fraudes, tenha cuidado e:

  • Veja a reputação da loja virtual que pretende comprar o produto ou serviço;
  • Verifique no ato da entrega se é o produto correto e se está em boas condições.

Confira no vídeo abaixo, mais dicas de segurança para evitar fraudes no seu e-commerce!

Ainda tem alguma dúvida sobre o assunto? Deixe o seu comentário!

Que tal conversar com um de nossos especialistas em e-commerce? Clique aqui e ganhe uma consultoria!

Veja também: Vantagens de uma loja virtual em Magento Commerce

Compartilhe nas mídias sociais

Comente aqui ↓