Como preparar meu e-commerce para a Black Friday?

29 de setembro de 2020

Uma das datas mais importantes para o varejo está chegando: a Black Friday, que é comemorada anualmente em novembro. A temporada chama a atenção de muitos lojistas virtuais, pois é uma boa oportunidade de aumentar as vendas. Mas e você já sabe como preparar o e-commerce para a Black Friday 2020?

Segundo o relatório Webshoppers da Ebit, empresa que mede a reputação de lojas virtuais, a Black Friday de 2019 faturou R$ 3,2 bilhões no varejo online. Esse é um número muito bom, mas, com a alta de compras online gerada pelo isolamento social (Coronavírus), a Black Friday 2020 promete ser a maior de todos os tempos.

Quando será a Black Friday 2020?

Neste ano, a Black Friday acontece no dia 27 de novembro. Entretanto, para que essa data seja eficiente no e-commerce e traga resultados positivos em faturamento e conversão, é preciso ter ações bem pensadas. Para isso, o planejamento antecipado é o caminho ideal para colocar em prática estratégias eficazes e se destacar dos concorrentes. 

Se você já sabe a importância da Black Friday para seu e-commerce, pode até pular esse capítulo, já vai direto para “Como começar o planejamento para a Black Friday?”, em que mostro como aplicar estratégias para vender mais. Mas, se você quiser saber se realmente vale a pena se planejar, separei 3 razões para você tomar essa atitude agora no seu e-commerce:

  • Metas e objetivos bem definidos

Com um planejamento bem elaborado, você consegue ter uma visão completa e do mercado, além de ter noção de como anda a competitividade. Isso tudo permite mais clareza ao criar as estratégias para a data e foco ao traçar os objetivos desejados com a ação.

Além disso, com o planejamento, você consegue definir metas e prazos reais, que vão de acordo com a sua situação atual. Ou seja, é possível desenhar os melhores caminhos para atingir o seu principal objetivo, que pode ser: maior reconhecimento da marca; atração de mais clientes; e aumento no faturamento da loja.

Outra boa vantagem de ter um planejamento definido para as ações da Black Friday é que você passa a conhecer melhor o público que pretende atingir. Só assim você conseguirá trabalhar com os clientes certos, se comunicando e realizando as ações ideais que irão atingir as pessoas que realmente fazem sentido para o seu negócio.

  • Trabalho organizado

Além de ter os objetivos e as metas bem definidas, a organização das ações promocionais também é garantida com o bom planejamento. É possível determinar as etapas da estratégia escolhida, os prazos, como serão executadas e quem serão os responsáveis em cada etapa.  

Essa atitude permite que toda a equipe do empreendimento online tenha clareza dos processos e objetivos, e consiga seguir com as ações de forma eficiente. Além, é claro, de contribuir para que todas as metas sejam cumpridas, afinal, equipe bem direcionada trabalha no rumo certo, o que ajuda a empresa a alcançar o objetivo desejado.

  • Análise dos resultados

Um dos principais objetivos do planejamento das ações de marketing em datas como a Black Friday é deixar tudo documentado. Para que as análises dos resultados sejam mais fáceis e melhor compreendidas. Isso permite identificar os erros e acertos com números reais.

Com essas análises, você pode melhorar o que não deu certo nas próximas ações e reforçar o que trouxe bons resultados, sempre com o propósito de ver o crescimento do negócio online e aprimorar, cada vez mais, as ações promocionais que serão desenvolvidas.

Como começar a preparação para a Black Friday?

Já entendeu que sem planejamento é praticamente impossível conseguir bons resultados na Black Friday, não é mesmo? Então, fiz um “checklist” do que você precisa fazer para realizar um planejamento eficiente para a data comemorativa:

1. Selecione os produtos que vão entrar em promoção

O primeiro passo do planejamento para a Black Friday é que você decida o que será mais eficiente para a sua operação neste momento e o que será mais atrativo para o cliente. E isso significa que você tem que selecionar os produtos que entrarão em promoção na data. Você tem dois caminhos:

  • Serão os produtos que são carro-chefe” da loja?
  • Ou os produtos que estão vendendo menos para fazer o giro do estoque?

As duas opções podem ser muito eficientes, mas a melhor é aquela que vai de acordo com a sua necessidade no momento. Tem de ser algo benéfico para sua operação e, é claro, também para o cliente.

2. Defina os valores e dê descontos reais

Transparência com o cliente é um dos fatores primordiais para ter sucesso no mundo virtual. Afinal, você não quer que sua loja virtual fique conhecida como apoiadora da “black fraude”, não é mesmo? 

Então, seja transparente com seu público e ofereça descontos reais, que fazem diferença para o cliente. Entretanto, é claro, não  esqueça também de calcular exatamente a sua margem de lucro para não prejudicar a sua operação. 

Sua loja virtual pode oferecer descontos, cupons, combos, e kits de produtos. Vale tudo o que cabe no seu bolso e que vai chamar a atenção dos clientes.

3. Prepare seu estoque e negocie com os fornecedores

Após definir os produtos que você vai inserir na campanha de Black Friday, o próximo passo é estudar a sua logística. Você já sabe a média mensal de vendas que você tem, mas, agora, trace um planejamento de vendas: qual sua previsão de aumento na Black Friday? Quanto você pretende vender a mais na data?

Depois de pensar nisso, você tem que garantir que o seu estoque tenha produtos suficientes para suprir as demandas dos clientes. Por isso, negocie preços e tempo de entrega com seus fornecedores.

Já que a demanda será maior, comunique ao fornecedor a sua previsão de vendas. Faça a cotação dos valores, estipule prazos e organize a operação para nenhum pedido atrasar. Caso o fornecedor não atenda às suas demandas de preço ou tempo de entrega, cote outros fornecedores. O importante é garantir que você poderá atender seus clientes e vender mais!

4. Crie campanhas de marketing digital

As campanhas de marketing digital são fundamentais para que as vendas realmente aconteçam, não só na Black Friday, mas o ano todo. Afinal, de nada adianta seu e-commerce conseguir oferecer um preço ótimo se o seu público não souber disso, certo?

Por isso, tenha certeza de que o seu público vai saber sobre a sua promoção de Black Friday. Uma forma de fazer isso é desenvolvendo uma pré-campanha de Black Friday. Ou seja, na prática, isso significa, por exemplo, criar um plano de e-mails marketing para sua base, produzir artes nas redes sociais comunicando seus descontos, investir em anúncios pagos, etc.

5. Busque novas formas de pagamento

Quanto mais formas de pagamento seu e-commerce disponibilizar, mais chances do cliente concluir a compra. E não falo apenas das bandeiras do cartão de crédito. Você pode oferecer a opção de pagar em boleto, cartão de débito (aqui você pode até conseguir menores taxas do cartão) ou o método de pagamento personalizado, em que você pode fazer da forma como for mais fácil para o seu cliente. 

Por exemplo, em caso de ticket médio alto, o cliente não tem limite suficiente no cartão de crédito para finalizar a compra. Então, você oferece o método de pagamento em que ele paga metade do valor no cartão de crédito e a outra parte no boleto. 

Ainda que você não consiga (ou não queira) oferecer todas essas possibilidades, você tem que entender o que faz sentido para o seu e-commerce e o que vai levar mais comodidade para o cliente.

6. Reveja a usabilidade do seu e-commerce

Durante a navegação do consumidor na sua loja, qualquer problema no seu site  pode ser motivo para desistência da compra. Por isso, você tem que ver se o seu site tem uma boa usabilidade. Ou seja, se é intuitivo, rápido e tem fácil de navegar. 

Na prática, isso significa que você pode, por exemplo:

  • Refazer os passos do seu cliente
  • Revisar todas as etapas (a acessibilidade, a responsividade e o checkout)
  • Conferir se o seu servidor está preparado para o alto fluxo de acessos

7. Integre todos os processos

Imagine sua loja com três vezes o número de usuários que visitam a página e com o dobro de pedidos. Você não quer ficar perdido para ter que cuidar de todas essas informações, certo?

Ainda mais em datas comemorativas, em que as compras e os visitantes tendem a se multiplicar. Dessa forma, um ERP (Sistema Integrado de Gestão Empresarial) vai unir o financeiro, o comercial, o estoque e automatizar diversos processos da operação. E isso vai facilitar o gerenciamento da operação, evitar dores de cabeça com o alto número de pedidos.

Ps: muitas vezes esse processo não é tão rápido, por isso, você tem que checar a viabilidade de contratar um ERP antes da Black Friday. Talvez o projeto de integração não fique pronto a tempo. Mas, independente de ser antes da Black Friday, se o nível de complexidade da sua empresa demanda mais de dois meses para realizar esse processo (de integração do ERP), muito provavelmente já passou da hora de você ter um ERP na sua empresa. Então já corra atrás disso para “ontem”! 

8. Atendimento ao cliente

Atenção: não menospreze o atendimento ao cliente. Ele é um dos principais pontos para que você consiga vender mais na Black Friday. Essa deve ser uma prioridade o ano todo. Entretanto, em datas festivas, a qualidade do atendimento de lojas virtuais tende a cair. Afinal são muitos pedidos e uma maior demanda de atendimentos.

Por isso, prepare muito bem a sua equipe para atender a alta demanda e estar preparado para solucionar os problemas dos clientes. Se necessário, faça treinamentos e crie workshops para deixar sua equipe preparada para o ritmo da Black Friday. Afinal, o bom relacionamento com o cliente na Black Friday pode gerar muitas vendas durante o ano. 

Entender, planejar e executar para vender mais

Se você ainda não começou a se planejar para a Black Friday, agora você sabe que tem MUITA coisa para fazer! Tenho certeza que você não quer ficar atrás dos seus concorrentes. Então, mão na massa para estruturar as ações do seu e-commerce!

Além disso, não se esqueça: todo esse planejamento e execução não são apenas para vender muito, mas também para evitar devoluções e possíveis prejuízos. Afinal, é uma data muito importante, no entanto, muito fácil de se perder neste momento. 

Por isso, é imprescindível que você tenha cautela. Pois, assim como a Black Friday pode ser uma maneira de ganhar um cliente para o ano todo, se você não tiver os cuidados necessários, essa época pode ser um gatilho para perder bons clientes.

Tenho um material complementar sobre a Black Friday, o e-book 5 ESTRATÉGIAS PARA CONVERTER MAIS NA BLACK FRIDAY. Se você quiser ter acesso a ele, é só clicar no botão abaixo.

Acessar material


Tags:







Quer ficar por dentro de todas as novidades?
Assine a newsletter da Bis