Bis2Bis E-commerce

Google Analytics 4: o que muda e como preparar seu E-commerce

Mariana Otani | 19 de agosto de 2022

O Google Analytics 4 é a mais nova geração da ferramenta de coleta de dados do Google, que trouxe diversas novidades. Entenda as principais mudanças que vieram com o GA4  e como se preparar para o fim do Google Analytics Universal.

 

Em 2020, o Google anunciou mudanças na sua plataforma de Web Analytics. O Google Analytics 4 foi uma dessas atualizações, sendo criado para se tornar o novo padrão do atual Google Analytics Universal.

A mudança foi necessária para se adequar às leis de proteção de dados e às novas demandas dos usuários. Cada vez mais as empresas baseiam suas estratégias nas informações coletadas, que precisam ser completas e encontradas com facilidade.

Isso quer dizer que, a partir de 1º de julho de 2023 as propriedades do Universal Analytics serão desativadas e deixarão de processar os dados.

Ou seja, até esta data, é preciso se adaptar ao GA4. Mas fique tranquilo! Neste artigo, você vai encontrar tudo o que precisa saber sobre esse assunto! Vamos lá?

O que é o Google Analytics 4?

O Google Analytics 4 é a versão mais recente do Google Analytics, o software de rastreamento da companhia. Segundo a empresa, o GA4 foi criado para ser o futuro das medições, oferecendo um sistema unificado que coloca o usuário no centro.

Isto é, o ele foi construído em cima do que hoje conhecemos como Propriedade App + Web Beta. Essa infraestrutura foi aperfeiçoada, renomeada e se tornará o modo padrão para todas as novas propriedades criadas no Google Analytics.

Google Analytics 4 - Dashboard (Imagem: Reprodução/Google)
Google Analytics 4 – Dashboard (Imagem: Reprodução/Google)

Portanto, o GA4 foi pensado para todos que antes utilizavam o GA Universal Web e o Firebase. Nesta propriedade é possível visualizar todos os dados em um único lugar

Isso porque ele cruza e agrupa as informações de diferentes canais (como sites e aplicativos) e oferece uma visão completa da jornada do cliente.

Além disso, ele atende às restrições da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e o Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados (GDPR). Ou seja, ele deixa de utilizar os cookies para rastrear as atividades dos usuários.

Como funciona o Google Analytics 4 e por que mudou?

O Google Analytics Universal, utilizava os famosos cookies para coletar informações e gerar relatórios. Por isso, seu funcionamento é baseado em pageviews: as sessões (visitas) que uma página na web recebe.

Já o Google Analytics 4 tem como princípio o Machine Learning e segue uma lógica diferente. O sistema coleta informações na forma de eventos através da camada de dados.

Dessa forma, ele consegue produzir novos insights a partir dos dados coletados. Tudo isso para melhorar a performance de marketing e vendas do seu E-commerce.

Mas você deve estar se perguntando: o que são os eventos do Google Analytics 4? Um evento é qualquer interação do usuário com o seu site ou aplicativo. Por exemplo:

  • Carregar uma página;
  • Clicar em um botão ou link;
  • Descer a barra de rolagem;
  • Abrir uma imagem;
  • Concluir uma compra.

Portanto, o novo GA4 é inteligente o suficiente para preencher as informações capturadas através da base de dados, proporcionando uma análise mais rica e eficaz.

Além disso, ele entende a jornada do consumidor entre os dispositivos. Ou seja, captura eventos nas diferentes plataformas que um mesmo usuário acessa. 

Por exemplo, você saberá se o cliente iniciou a navegação no seu E-commerce pela Web e terminou a compra pelo aplicativo da loja.

Google Analytics 4 vs. Universal Analytics

Veja na imagem quais são as principais diferenças.

Principais diferenças entre o Google Analytics 4 e Universal
Principais diferenças entre o Google Analytics 4 e Universal.

Na página de suporte do Google você vai encontrar mais detalhes sobre a diferença entre as duas versões

Em resumo, o ponto principal sobre o Google Analytics 4 é: a construção de uma oferta única centrada nas interações do usuário que cruza informações entre dispositivos para detalhar a jornada do consumidor.

Novos recursos do Google Analytics 4

O Google Analytics 4 chegou com diversos recursos exclusivos. Eles servem exatamente para gerar relatórios mais detalhados, que vão te mostrar como os usuários encontram e interagem com a sua marca.

No GA4, você poderá coletar e editar novos eventos e conversões sem precisar adicionar código. Além disso, será possível importar dados entre dispositivos e acompanhar diferentes domínios.

Insights baseados em Machine Learning

Você já deve ter percebido muitas mudanças nesta atualização e um dos fatores que mais a diferencia da versão anterior são os insights baseados em machine learning.

O Google Analytics 4 consegue prever o comportamento dos usuários para poder planejar ações futuras com maior precisão. Estes novos recursos do GA4 permitirão a análise dos diferentes públicos e saber quais têm mais probabilidade de conversão.

Melhor compreensão do ciclo de vida do usuário

A nova atualização também centra as medições e análises de dados no usuário sem realizar fragmentações por dispositivos ou plataformas.

Segundo o próprio Google, o GA4 utiliza múltiplas formas de realizar a identificação dos usuários, através do User-ID. Enquanto o GA Universal e 360 utilizam o método Client-ID, em que é atribuído um usuário único para cada plataforma e dispositivo acessado.

Com essas implementações será possível entender a jornada completa do usuário em seu site. Desde quando ele realiza o primeiro acesso, até a conclusão da compra em uma loja virtual.

Ou seja, os relatórios do Google Analytics 4 foram repensados e estão mais customizados para o que o seu negócio realmente precisa.

Como instalar o Google Analytics 4: tutorial

Apesar de tantas atualizações, o Google Analytics 4 se tornará o modo padrão. Por isso, em algum tempo todos terão que se adaptar a essa nova versão. 

Existem três formas de começar com o GA4: usando pela primeira vez, adicionando a um site com o Universal Analytics ou adicionando à plataforma. Para se preparar desde já, acompanhe o tutorial que preparamos para você!

1. Crie uma conta do Google Analytics

Se você ainda não tem uma conta no Google Analytics, a primeira etapa é criá-la e fazer todas as configurações. 

Na seção “Configuração da Propriedade”, clique em “Mostrar opções avançadas” e no canto direito da barra, arraste o botão para ativá-lo.

Criação de propriedade no Google Analytics (Imagem: Bis2Bis E-commerce)
Criação de propriedade no Google Analytics (Imagem: Bis2Bis E-commerce)

Na extensão que será aberta, preencha o campo do site e selecione a opção “Criar uma propriedade do Google Analytics 4 e outra do Universal Analytics”. 

2. Crie uma propriedade do Google Analytics 4

Ao criar a sua conta no Google Analytics, você terá acesso a informações importantes para a realizar a configuração no Google Tag Manager, que vamos ver nos próximos passos.

Se você acabou de criar a conta, pule para o próximo passo. Caso contrário, clique em “Criar Propriedade” e preencha as informações do seu negócio.

Google Analytics 4 - Administrador (Imagem: Bis2Bis E-commerce)
Google Analytics 4 – Administrador (Imagem: Bis2Bis E-commerce)

3. Adicione um Fluxo de Dados

Após criar a propriedade, vá em “Fluxo de Dados” e clique em “Adicionar fluxo”. Escolha uma das três opções: Web, App iOS ou App Android.

Neste tutorial realizaremos a configuração do Google Analytics 4 para Web. Após selecionar a opção Web, preencha com os dados solicitados de seu site. Por padrão, as métricas otimizadas são ativadas.

Google Analytics 4 - Coletar dados Web (Imagem: Bis2Bis E-commerce)
Google Analytics 4 – Coletar dados Web (Imagem: Bis2Bis E-commerce)

Após isso, você será direcionado para a tela “Detalhes do fluxo da Web”

Agora,vamos configurar para a coleta de dados em seu site. Para isso copie o “ID da Métrica” e abra o Google Tag Manager de seu site.

Google Analytics 4 - Fluxo de dados Web (Imagem: Bis2Bis E-commerce)
Google Analytics 4 – Fluxo de dados Web (Imagem: Bis2Bis E-commerce)

4. Configure o GA4 no Google Tag Manager

Para terminar a configuração do Google Analytics 4, entre na sua conta do Google Tag Manager e clique em “Adicionar uma nova tag”.

Google Tag Manager - Espaço de Trabalho (Imagem: Bis2Bis E-commerce)
Google Tag Manager – Espaço de Trabalho (Imagem: Bis2Bis E-commerce)

Em seguida, clique em “Configuração da tag” e selecione “Google Analytics: configuração do GA4”.

Google Tag Manager - Escolha da Tag (Imagem: Bis2Bis E-commerce)
Google Tag Manager – Escolha da Tag (Imagem: Bis2Bis E-commerce)

Cole o código copiado anteriormente em “ID da métrica”. Em seguida, clique em “Acionamento” e selecione “All Pages” como acionador do evento. Nomeie a Tag como preferir e finalize clicando em salvar.

Google Tag Manager - Id da Métrica e Acionamento configurados (Imagem: Bis2Bis E-commerce)
Google Tag Manager – Id da Métrica e Acionamento configurados (Imagem: Bis2Bis E-commerce)

Após salvar as alterações, você retornará para a tela de “Espaço de Trabalho.” Nesta seção, clique em enviar e publicar para que as alterações possam ser visualizadas em seu site.

Google Tag Manager - Publicar alterações (Imagem: Bis2Bis E-commerce)
Google Tag Manager – Publicar alterações (Imagem: Bis2Bis E-commerce)

Depois de terminar todas as etapas, os dados começam a ser visualizados no Google Analytics 4.

Por que usar o Google Analytics 4? Devo mudar?

Depois de ler todo esse artigo, você percebeu como o Google Analytics 4 vai mudar a forma como encaramos as análises de métricas. Além de recursos exclusivos e relatórios mais detalhados, o uso do novo GA4 será importante para todos os clientes Google.

Isso porque a coleta e o tratamento de dados estão cada vez mais transparentes e complexos. E o seu negócio precisa se adaptar a essa nova realidade, assim como o Google está fazendo ao desenvolver essa nova versão.

Assim, é altamente recomendado que os novos e os atuais usuários do Universal Analytics façam o upgrade para a nova versão. Até porque, em um futuro próximo e com data marcada, a versão Universal não irá mais receber dados e gerar relatórios. 

Portanto, realize a adequação do seu negócio para o novo GA4 antes da data estabelecida pelo Google! Ele será uma importante ferramenta para o sucesso do seu E-commerce.


Tags: