O que é INP e como essa métrica afeta seu E-commerce?

Júlia Proença | 18 de julho de 2023

O INP é uma das novas métricas avaliadas pelas ferramentas do Google para melhorar a experiência do usuário na navegação por sites e E-commerces.

Se você está envolvido com o universo do varejo online, precisa estar ciente de todas atualizações e indicadores que tornam a jornada do seu cliente mais fluida e simples.

Com o INP e outros elementos do Core Web Vitals liderando a vanguarda, este é o novo padrão para mensurar a saúde da sua loja virtual.

Continue lendo e vamos desvendar esses conceitos para entender como eles podem melhorar a performance do seu e-commerce.

💡 Leia mais: Crescimento do E-commerce 2023: Como preparar sua loja virtual para o segundo semestre

O que é INP?

O INP (Interaction to Next Paint), ou Interação Para o Próximo Quadro, é uma métrica de desempenho que mede o tempo necessário para uma página da web responder a uma interação do usuário, como um clique em um link ou um botão.

Ela é crucial para uma experiência de usuário suave e satisfatória. Todo mundo ama um carregamento de página rápido, né?

Apesar de o INP ser uma nova métrica, o intervalo de tempo que um site ou loja virtual leva para responder a uma ação já era avaliado pelo Google. 

Anteriormente, os índices eram medidos apenas baseados na primeira interação ou primeiro clique na página, através do FID (First Input Delay). 

A mudança está sendo implementada devido a algumas limitações do FID, que pode ser afetado por eventos de entrada que não são importantes para a experiência do usuário. 

Por exemplo, se um usuário clicar em um anúncio na página, isso pode aumentar o FID, mesmo que o anúncio não seja relevante para a métrica.

Adicionalmente, ele pode ser afetado por eventos de entrada que são causados por outros sites. Como por exemplo, se um usuário clicar em um link para um site externo, isso pode afetar o índice da página atual.

fid-métrica
O FID media apenas a primeira interação de um usuário com um site ou E-commerce, tornando a análise mais limitada.

O que muda com a adoção do INP?

O INP vai substituir o FID a partir de março de 2024, então você ainda tem alguns meses para se preparar para a mudança nas métricas. 

Mas, na prática, o que vai ser diferente com o INP?

Métrica mais precisa: Ao contrário do FID, o novo índice não é afetado por interações não relevantes para a experiência do usuário, como clicar em anúncios ou links externos. Isto significa que o INP é uma representação mais precisa da verdadeira experiência do usuário em sua loja virtual.

Foco na interação subsequente: O FID apenas mede a latência da primeira entrada. Já o INP mede o tempo de resposta a todas as interações subsequentes. 

A nova mecânica é extremamente útil para entender a jornada do cliente no E-commerce onde várias interações como clique no produto, adicionar ao carrinho e ir para o checkout são a norma.

Com a adoção do novo indicador, não é apenas a primeira interação ou clique na sua loja virtual que é contabilizado para os relatórios de performance, mas sim todas as ações do usuário no tempo de navegação. 

Dessa forma, a métrica será um retrato mais fiel do desempenho do seu E-commerce. 

💡 Leia mais: GA4 – Quais métricas são importantes para o E-commerce no Google Analytics 4?

Como o INP afeta o seu E-commerce?

Agora que você já entende o que é INP, é hora de entender o que o Google considera um bom tempo de carregamento para o seu E-commerce.

inp-métrica
Com a adoção do INP todas as interações serão contabilizadas e metrificadas, abrindo espaço para um relatório mais complexo.

De acordo com as diretrizes do Google:

  • 0-200 milissegundos: O INP é bom.
  • 201-400 milissegundos: O INP é médio.
  • 401-600 milissegundos: O INP é ruim.
  • 601 milissegundos ou mais: O INP é muito ruim.

Se o INP de seu E-commerce for alto, isso indica que os usuários estão tendo que esperar muito tempo para que suas ações sejam respondidas.

O que pode levar a uma experiência de usuário ruim e, eventualmente, a uma taxa de rejeição maior.

Os buscadores priorizam a experiência do usuário como um fator de classificação. Então um INP bom pode melhorar a visibilidade da sua loja virtual nos resultados de pesquisa, levando a mais tráfego e vendas.

Portanto, é crucial otimizar seu site de vendas para um INP baixo. 

Isto pode ser alcançado garantindo que seu E-commerce esteja bem codificado, utilizando um bom servidor de hospedagem e otimizando imagens e arquivos.

É importante testar o desempenho constantemente, para garantir que ele esteja atendendo às expectativas dos seus usuários.

Para isso, ferramentas como Google Analytics e PageSpeed Insights são ótimos aliados, que levam em consideração outras métricas de UX e do Core Web Vitals.

O que são Core Web Vitals?

Os Core Web Vitals são um conjunto de métricas desenvolvidas pelo Google para avaliar a qualidade da experiência do usuário em uma página da web. Atualmente, essas métricas incluem:

Largest Contentful Paint (LCP)

O LCP mede o tempo que leva para o conteúdo principal de uma página ser carregado. Uma boa experiência deve ter um LCP inferior a 2,5 segundos.

First Input Delay (FID)

O FID será substituído pelo INP e mede o tempo que leva para a página responder ao primeiro input do usuário. Uma boa experiência deve ter um FID inferior a 100 milissegundos.

Cumulative Layout Shift (CLS)

O CLS mede a quantidade de movimento inesperado do conteúdo na página. Uma boa experiência deve ter um CLS inferior a 0,1.

core-web-vitals
Os Core Web Vitals compreendem três facetas da experiência do usuário: o carregamento (LCP), a interação (FID) e a estabilidade visual (CLS).

A Importância do INP e Core Web Vitals para o E-commerce

Você pode estar se perguntando “por que essas métricas são importantes para o meu E-commerce?”.

Primeiramente, elas desempenham um papel significativo no SEO (Search Engine Optimization). O Google prioriza sites que proporcionam uma excelente experiência ao usuário, e essas métricas são parte essencial dessa avaliação.

Além disso, uma melhor experiência do usuário leva a um aumento da taxa de conversão. 

Se a página carrega rapidamente, responde prontamente aos inputs do usuário e tem uma estrutura de layout estável, os visitantes são mais propensos a realizar uma compra.

Como melhorar o INP?

Existem várias coisas que podem ser feitas para melhorar o INP de uma página ou E-commerce, incluindo:

  • Otimizar as imagens
  • Usar scripts e estilos mínimos
  • Usar um servidor rápido
  • Melhorar a largura de banda da rede

A plataforma em que você escolhe hospedar a sua loja virtual também pode fazer a diferença no seu ranqueamento e adoção das diretrizes do Google.

Aqui na Bis2Bis, sabemos que a experiência do usuário é fundamental para o sucesso do seu E-commerce.

Por isso, estamos nos preparando ativamente para a introdução do INP como nova métrica de desempenho do Google. Assim, nossa equipe está trabalhando para garantir que todas as nossas Lojas Virtuais respondam rapidamente às interações do usuário. 

Ao mesmo tempo, acompanhamos de perto as notícias e atualizações sobre o INP para garantir que estamos na direção certa. 

Ou seja, nossa meta é garantir que, quando o INP se tornar a norma, nossa plataforma já estará otimizada para oferecer a melhor experiência possível para nossos usuários.

É por isso que, se você ainda não faz parte da evolução tecnológica que a Bis2Bis está empreendendo, é hora de falar com um de nossos especialistas e entender como podemos avançar o seu negócio!

Obrigado por nos acompanhar nesta jornada e fique atento para mais atualizações!


Tags: