E-commerce Omnichannel: recursos essenciais para o seu negócio

17 de novembro de 2020

A palavra Omnichannel está cada dia mais no vocabulário dos lojistas. E não é por menos! O Omnichannel é uma estratégia que vai melhorar muito a experiência de compra do consumidor.

Apesar das facilidades de comprar online, ainda há quem prefira comprar em lojas físicas e se comunicar com as marcas fora do ambiente virtual. É nesse sentido que o e-commerce Omnichannel se mostra uma estratégia extremamente eficiente.

Se você ainda não sabe muito bem o que é o Omnichannel ou como aplicá-lo no seu e-commerce, fique calmo, vou te mostrar que essa estratégia não é um “bicho de 7 cabeças”. Além disso, você vai ver que pode começar a implementar o Omnichannel agora mesmo na sua operação!

O que é Omnichannel?

Resumidamente, o Omnichannel é uma estratégia que une todos os canais de venda de uma empresa. Seja na loja física, na loja virtual, no aplicativo para mobile ou em qualquer outro meio, no Omnichannel, você dá ao consumidor a chance de realizar a compra da forma como ele preferir, mas sempre de forma integrada.

Isso significa que o canal físico se torna mais digital e o digital mais físico. Por exemplo, no Omnichannel, o cliente pode realizar uma compra na loja virtual e retirar na loja física ou mesmo, o cliente pode ter toda a experiência da loja física na loja virtual. Também é possível, por exemplo, concretizar uma compra virtual na loja física. As possibilidades são infinitas!

Aposto que você deve estar se perguntando qual é a razão de fazer isso. A resposta é a seguinte: a experiência do cliente é a essência do Omnichannel. O consumidor deve enxergar todos os canais da loja como um só. Afinal, com o Omnichannel, todos eles estarão em conjunto e focados no objetivo comum: proporcionar o melhor atendimento.

Por que o Omnichannel é importante para os lojistas?

O Omnichannel pode ser uma grande oportunidade de crescimento para o e-commerce. Isso porque a estratégia permite o contato da marca com o consumidor por diversas plataformas. Assim, a chance de conversão é multiplicada.

No Omnichannel, a captação de clientes é mais fácil, pois há uma maior visibilidade da marca (tanto em meios físicos quanto nos online). Do mesmo modo, o ticket médio e os índices de satisfação e fidelização dos clientes também tendem a aumentar.

É importante que você entenda que, para ser Omnichannel, não basta apenas ter uma loja virtual e uma loja física vendendo os mesmos produtos. A estratégia Omnichannel vai muito além disso e requer planejamento. Então, todos os canais de atendimento precisam funcionar integrada e sinergicamente.

O e-commerce omnichannel vai evoluir a experiência do cliente para um alto nível
O e-commerce omnichannel vai evoluir a experiência do cliente para um alto nível

 

O Omnichannel vai elevar a experiência do seu consumidor. Acima de tudo, é por meio dessa integração Omnichannel, que se torna possível explorar todas as possibilidades de interação com o usuário.

Além disso, o Omnichannel ainda é aliado da comunicação e da automação dos processos, pois centraliza o atendimento, melhora a produtividade e monitora melhor os resultados.

8 recursos essenciais para uma operação Omnichannel

Para ter um Omnichannel rodando de forma eficiente na sua operação, é preciso que você integre todos os canais de venda. Por isso, existem alguns recursos que vão facilitar a aplicação do Omnichannel na sua empresa:

1. Retire em Loja

O Retire em Loja acontece quando o consumidor realiza a compra na loja virtual e retira o pedido na loja física. Ou seja, a loja disponibiliza o produto que tem em estoque, o assistente de loja prepara o item e o cliente retira o produto na loja física. 

Muitas vezes, quando o cliente escolhe retirar na loja, você consegue oferecer melhores condições de compra, como descontos na entrega ou até frete grátis.

2. Ship From Store

Já o Ship From Store é quando uma loja virtual utiliza o estoque da loja física para enviar ao cliente um pedido realizado no e-commerce.

Isso pode acontecer quando, por exemplo, a loja virtual não possui estoque atual para o produto especificado. Ou até quando existe uma loja física da empresa mais perto do consumidor do que a loja que ele realizou o pedido. 

Assim, o e-commerce gera uma solicitação para que o produto seja enviado de outra loja (física ou virtual) para o cliente. 

3. PDV (Ponto de Venda)

O PDV (Ponto de Venda) é uma ferramenta implementada na loja, no caixa ou em terminais de atendimento ao consumidor, que facilita a realização da compra.

Em suma, ele é o local físico em que o cliente pode encontrar mais informações sobre o produto e finalizar sua compra. O PDV oferece comodidade, venda itinerante, mobilidade, evita filas nos caixas, etc.

4. Venda Assistida

A Venda Assistida é uma modalidade de venda em que o atendente acompanha o cliente no processo de compra, seja mostrando os produtos (na loja física) ou tirando dúvidas (no atendimento virtual). Da mesma forma que esse formato de venda proporciona ao cliente uma compra segura e 100% dedicada. Existem 2 tipos de venda assistida:

  • Virtual

A venda assistida virtual possibilita que os vendedores interajam com os consumidores no ambiente online. Ou seja, ela facilita o relacionamento com o cliente por meio de uma interface de utilização prática e fácil que cria uma experiência completa para o usuário.

  • Física

Na venda assistida física, o atendente da loja física acessa o estoque, consulta preços, confere o cadastro do cliente, informa sobre as últimas compras, possibilita aplicação de descontos e registra a venda automaticamente, tudo por meio de um smartphone ou tablet. Então, esse processo pode ser feito em tempo real e em qualquer ambiente da loja.

5. Self Checkout

O Self Checkout é o “autoatendimento”, onde o cliente pode finalizar a compra virtual na loja física ou realizar a compra física e finalizar no virtual. Nesse caso, todos os canais estão integrados de forma equivalente.

Já é muito comum ver o Self Checkout em grandes supermercados. Por exemplo, no supermercado tradicional, o cliente tem que ir para o caixa, enfrentar fila, aguardar suas compras serem passadas e uma série de coisas que podem alongar esse processo. Já no Self Checkout, o cliente faz as coisas no seu próprio tempo, não perde tempo em filas, ele mesmo passa suas compras e finaliza o pedido da forma como preferir.

6. VR commerce (realidade virtual)

O VR commerce é a realidade virtual, em que o consumidor pode visitar as lojas virtualmente. Ou até vivenciar a experiência online no mundo físico. A realidade virtual pode reforçar os pontos de contato do cliente com a empresa.

Na Loja Virtual, os clientes podem verificar seus produtos usando simulações em 3D dentro da própria plataforma, por exemplo. Ou seja, isso reforça a segurança da tomada de decisão da compra.

Na Loja Física, o VR pode ser usado como complemento. Implementar a realidade virtual vai melhorar a experiência do cliente, oferecendo soluções tecnológicas, além de criar mais um motivo para o cliente visitar suas lojas.

7. Guide Shop

O Guide Shop, literalmente, proporciona a experiência do físico na loja virtual. Ele é um espaço físico em que o cliente pode experimentar os produtos de um e-commerce. Assim, o consumidor pode testar o produto fisicamente, mas executar a compra em casa, pela internet. 

Basicamente, o Guide Shop funciona como um mostruário físico da loja virtual. 

Muitos clientes gostam da facilidade e dos menores preços da compra online, mas ainda precisam da experiência física que uma loja oferece. 

Por exemplo, ao decidir que vai comprar um tênis para corrida, ele vai no Guide Shop, experimenta o tênis, confirma sua numeração, a cor e a qualidade do produto. Isso oferece muito mais segurança ao consumidor

Outro exemplo é a Amaro, Básico e C&A, empresas do segmento de moda que já possuem várias unidades de Guide Shops espalhados pelo Brasil. Mas o segmento de móveis e decorações também é forte no Guide Shop. Empresas do ramo moveleiro, como Westwing e Oppa, também utilizam o Guide Shop.

8. QR Code

O QR Code é uma tecnologia que se tornou uma poderosa ferramenta de vendas, tanto online quanto física. Assim, ele pode ser utilizado em diversos ambientes, integrando o físico com o virtual de forma imediata.

Ele é um dos recursos mais rápidos de implementar na sua operação. Por exemplo, ao inserir um leitor de QR Code em um ambiente físico (como revista, jornal ou etiqueta de produtos), o consumidor pode apenas apontar o smartphone e será redirecionado para a loja online.

O Omnichannel proporciona uma experiência completa para o cliente

No início deste artigo, pode ser que você tenha achado que o “Omnichannel não é para você”. Espero que essa leitura tenha te mostrado que é possível aplicar o modelo Omnichannel na sua operação. Porque esse é um trabalho que não vai ser feito do dia para a noite, infelizmente, mas ele tem tudo para disparar suas vendas.

O ambiente virtual pode agregar recursos para o mundo físico (e vice-versa). Essa é a graça do Omnichannel. Ou seja, é essa estratégia que vai possibilitar a integração do FÍSICO + VIRTUAL e facilitar a entrega de uma tecnologia que faça sentido para o seu consumidor

Lembre-se: a sua marca é reconhecida pela experiência que ela causa no cliente!

Nós, da Bis2Bis E-commerce, criamos lojas virtuais e ainda desenvolvemos o modelo Omnichannel ao negócio. Ou seja, a Bis2Bis pode te ajudar a aplicar o Omnichannel e elevar o nível da sua loja virtual.

Precisa de ajuda para integrar esses recursos a sua operação? Conte com a Bis2Bis!

 

Fale com um especialista

 

Obs: também fiz um vídeo falando tudo sobre o que é Omnichannel, confira:

Tudo que você precisa saber para vender mais no e-commerce

Tudo o que a gente quer é ver nosso negócio prosperando, não é mesmo? Mas essa é uma missão que une diversos fatores. O Omnichannel é um grande avanço rumo ao sucesso de uma operação. Mas ele não funciona sozinho.

Para te ajudar a enxergar sua empresa com clareza, escrevi uma série de artigos detalhando cada etapa necessária para vender mais no e-commerce. Escrevo semanalmente esses artigos, então, se você não quer perder mais nenhum, inscreva-se na nossa newsletter! Mas se você quiser ver o que já escrevi sobre essa série, é só clicar no botão abaixo:

 

Como vender mais no e-commerce


Tags:







Quer ficar por dentro de todas as novidades?
Assine a newsletter da Bis