Otimizar campanhas de tráfego pago: como aumentar suas vendas

Anderson Paiva | 18 de março de 2022

Otimizar campanhas de tráfego pago em e-commerce nada mais é que melhorar os anúncios que estão indo bem, trazendo resultados positivos, e pausar ou excluir aqueles que não estão funcionando.

 

Os anúncios na internet se tornaram parte essencial e indispensável na rotina dos e-commerces que tem uma alta taxa de conversão. Constantemente vemos lojas que atraem 50% ou mais de seus usuários por meio de alguma das plataformas de tráfego pago.

Assim, entender como otimizar campanhas de tráfego pago e potencializar seus investimentos é um caminho eficiente para o crescimento, alocando verba de maneira estratégica. Ou seja, otimizar os anúncios online é melhorar a sua taxa de conversão, o que significa também aumentar as suas vendas.

Existem diversos sites que indicam práticas para otimizar campanhas de tráfego pago, inclusive o próprio Google e o Facebook dão algumas dicas sobre o assunto.

Contudo, otimizar campanhas de tráfego pago é um assunto que pode sofrer variações dependendo da plataforma de anúncios na qual você está trabalhando. Neste artigo, falaremos de forma mais geral sobre Facebook e Google Ads, mas os conceitos podem se aplicar nas demais plataformas, com suas devidas particularidades.

O que é otimizar campanhas de tráfego pago? 

Otimizar campanhas de tráfego pago é analisar as métricas dos seus anúncios e identificar pontos de melhoria que vão trazer mais resultado para o seu e-commerce.

Ou seja, essa prática consiste em realocar orçamento em um conjunto de anúncios que está trazendo bons resultados e fazer modificações para que ele fique ainda melhor, ou excluir/pausar os que não estão entregando os resultados esperados. 

Otimizar campanhas de tráfego pago é um processo necessário para obter resultados mais eficientes.

Como otimizar campanhas de tráfego pago para e-commerce?

Quando falamos de tráfego, temos estratégias específicas para cada segmento. Por exemplo, um prestador de serviço possui um posicionamento de marca e uma estratégia de otimização de anúncios; já um e-commerce deve ter outra.

Cada setor está se comunicando com um público diferente e, por isso, precisa otimizar campanhas de tráfego pago de acordo com o perfil de comportamento de seus consumidores.

Cada empresa tem suas próprias métricas

Um detalhe muito importante é definir quais são as suas metas de CPA (custo por aquisição), CPC (custo por clique), frequência/alcance e o ROAS/ROI esperado.

Cada e-commerce tem desempenhos e métricas próprias. Isso porque o público atingido, o alcance e a estratégia definida influenciam diretamente nos anúncios, gerando valores personalizados.

Para um e-commerce, o custo por lead a R$5,00 pode ser alto, mas para outro não. Isso depende de diversos fatores, entre eles o ticket médio do produto.

Faça bem todos os cálculos e saiba exatamente quais são os valores máximos e mínimos que você pode obter. A partir disso, comece a otimizar suas campanhas de tráfego pago.

Constância e período de aprendizado é essencial para otimizar campanhas de tráfego pago

Um detalhe tão importante quanto conhecer os seus números, é entender que os anúncios precisam de tempo para performar. 

A plataforma de anúncios que você utiliza, seja o Google, Meta ou qualquer outra, utiliza inteligência artificial para aprender o perfil e o comportamento de compra do seu cliente.

Isto é, para mapear o padrão de consumo do lead, ela precisa de dados. Por isso, a plataforma coloca os anúncios em um momento inicial de “aprendizado de campanha”.

Você não está perdendo dinheiro!

Fique tranquilo, você não está perdendo dinheiro! Nesse processo inicial, você e a plataforma estão aprendendo, alimentando a inteligência e aumentando os seus públicos de remarketing.

Por isso, essa etapa da estratégia não é uma perda de tempo ou de dinheiro, mas sim um investimento essencial para otimizar campanhas de tráfego pago.

O algoritmo vai precisar desse período para aperfeiçoar o perfil do usuário que a plataforma trará para o seu e-commerce. E quanto mais alinhado for o perfil do cliente com o seu negócio, melhor.

Com o tempo, a sua taxa de conversão vai aumentar e, consequentemente, gerar mais faturamento para o seu e-commerce.

Como analisar as métricas para otimizar campanhas de tráfego pago

Depois de ter definido seus números ideais e ter dado tempo para a campanha performar (de 7 a 15 dias, aproximadamente), chegou a hora de verificar os seus resultados e otimizar as suas campanhas de tráfego pago.

Lembre-se: o que está indo bem deve ser potencializado e o que não está gerando os resultados esperados deve ser pausado ou excluído. Aqui vão algumas dicas para te ajudar.

Quais métricas são importantes para otimizar campanhas de tráfego pago?

As métricas mais importantes são aquelas que fazem sentido para a sua estratégia. Elas podem variar de acordo com a forma como você analisa, mas existem algumas que podem te ajudar a otimizar campanhas de tráfego pago. São elas:

  • CPC (custo por clique): é a média do quanto você paga pelos cliques. 
  • CTR (taxa de cliques nos seus anúncios): é a média da quantidade de pessoas que foram impactadas pelo anúncio dividido por quantas delas clicaram nele.
  • ROI ou ROAS  (retorno sobre o investimento): é a média do quanto foi investido em ADS versus a receita gerada.
  • CPA (custo por aquisição):é a média do quanto foi investido pelo total de vendas realizadas. 
  • Frequência do anúncio: é a quantidade de vezes que o anúncio é exibido para a mesma pessoa ou em resultados de busca.

6 dicas práticas para otimizar campanhas de tráfego pago

Otimizar campanhas de tráfego pago vai te ajudar a escalar seus anúncios e aplicar da melhor forma possível seu investimento. Pensando nisso, separamos seis dicas práticas para ajudar você. Confira!

1. Faça modificações no seu público  

Expandir o público, seja com adição de novas segmentações geográficas ou por lookalike (público semelhante), vai ajudar a ampliar a entrega que as ferramentas de anúncios podem fazer.

Dessa maneira, vamos aumentar também a quantidade de pessoas que podem ser impactadas (potenciais compradores), diminuindo o CPC e aumentando o CTR. 

2. Revisão dos criativos

O estímulo visual e o texto do anúncio são o coração da campanha. É sempre importante revisar e garantir que você tenha uma boa “copy” e uma imagem que chamem a atenção.

Você pode fazer diversos testes: somente dos criativos ou do público que eles vão atingir, por exemplo. Enquanto os anúncios são testados, faça também um trabalho de branding e garanta que o cliente se torne fiel à sua marca.

Além disso, testar é essencial, pois a mudança dos criativos melhora a recepção do público. Dessa maneira você garante que está entregando o que as pessoas têm interesse em receber.

Já no Google Ads você pode verificar as suas palavras-chave. No entanto, é importante ter cuidado com palavras muito amplas, pois elas podem consumir o orçamento.

Um prestador de serviço que definiu a palavra-chave “advocacia” pode acabar anunciando para um público que procura “estágio em escritório de advocacia”. Assim, verificar as palavras-chave e as palavras negativas é primordial.

3. Verifique seu E-commerce

A página de destino para onde o cliente será direcionado deve ser agradável, ter uma estrutura visual atrativa e oferecer exatamente o que foi anunciado.

Se o seu anúncio for de uma camisa azul, direcione o cliente para o produto que você ofereceu. Atender às expectativas é primordial!

Para otimizar campanhas de tráfego pago, o cliente deve encontrar o que ele procurou. Assim, você evita que ele saia da loja virtual e aumente a taxa de rejeição, que influencia diretamente no ranqueamento orgânico do seu e-commerce.

O mesmo se aplica ao carrinho e ao checkout. Quanto mais simples for o processo de compra, maior será a sua taxa de conversão e menor o abandono de carrinho.

4. Realize testes A/B

Fazer testes A/B também é uma excelente forma de aproveitar ao máximo o seu orçamento em uma campanha, alocando verba em anúncios que performam conforme as métricas definidas.

Os testes funcionam da seguinte forma: as plataformas privilegiam a campanha que está tendo maior retorno e desativam a outra. Isso te ajuda a entender qual criativo funciona, quais são os melhores públicos e expansões geográficas. 

5. Use a sua base de clientes 

Esta dica parece óbvia, mas poucos E-commerces aplicam: use a sua base de clientes ou leads para otimizar campanhas de tráfego pago.

A sua loja virtual possui um público que já consumiu algum tipo de conteúdo ou que já teve contato com a sua marca. Assim, as chances de estarem interessados em comprar (novamente) um produto de você é mais alta.

Uma vez que você possui uma base de leads, vale muito a pena fazer uma campanha de remarketing para seus clientes com uma boa oferta. Além disso, você pode otimizar campanhas de tráfego pago que tenham um bom criativo, mas não estejam performando bem para o público frio, incentivando a fidelidade no cliente. 

Uma outra dica valiosa é excluir do seu público as pessoas que já converteram em seus anúncios. Dessa maneira você evita que pessoas já impactadas pela oferta recebam novamente os seus anúncios, já que as chances de uma nova conversão são baixas. 

6. Verifique o comportamento e o interesse do cliente

Amplie seus públicos por interesse e segmentação geográfica. Isso pode evitar que seu anúncio apareça para pessoas que se enquadram em algumas características mais gerais da oferta, mas que não tenham interesse genuíno nele.

Um exemplo: você pode ter uma campanha anunciada para mulheres de 18 a mais de 65 anos que vivem em São Paulo sobre pet shop. Essa campanha está impactando pessoas que não tem interesse algum nesse segmento.

Por isso, gerar um público de interesse te ajuda a alcançar o público certo! 

Cresça do jeito certo!

Essas são algumas dicas práticas que podem te ajudar a otimizar campanhas de tráfego pago. Lembre-se: as análises precisam ser constantes e você não está sozinho nessa! Existe um profissional chamado gestor de tráfego que pode ajudar o seu e-commerce a escalar no mundo dos anúncios on-line.

Outro fator importante é a sua plataforma de e-commerce. Como mencionei antes, é importante que a sua loja virtual tenha um bom desempenho, entregue a melhor experiência ao cliente, ofereça um checkout simples e métodos de pagamento compatíveis com o público.

Tudo isso vai aumentar a sua taxa de conversão e, consequentemente, o faturamento da sua empresa. Por isso, uma forma de ter um e-commerce escalável é investir em uma plataforma eficiente. 

Estamos aqui para te ajudar com isso! A Bis2Bis E-commerce é especialista no desenvolvimento de lojas virtuais com alta performance e com a maior taxa de conversão.

Fale com um dos nossos especialistas e saiba mais sobre a nossa tecnologia!


Tags:







Quer ficar por dentro de todas as novidades?
Assine a newsletter da Bis