Produtos relacionados: como usar a estratégia para aumentar as vendas no E-commerce

Redação Bis2Bis | 13 de setembro de 2023

Você já usa a estratégia de Produtos Relacionados para aumentar o faturamento do seu E-commerce? Essa é uma tática inteligente para alcançar um dos principais objetivos dos lojistas: impulsionar as vendas online.

Contudo, poucos empreendedores e analistas realmente acertam na execução dessa vitrine virtual, que pode ser melhor explorada. Ou seja, se bem utilizada, ela tem o potencial de gerar muito mais vendas.

Neste artigo, vamos explicar a fundo o que são os produtos relacionados, qual é a maneira correta de configurá-los e onde eles devem estar posicionados nas páginas de produto. 

Assim, eles vão se tornar uma poderosa ferramenta para multiplicar seus resultados.

O que são Produtos Relacionados?

Os Produtos Relacionados são itens similares ao produto principal que está sendo exibido no seu E-commerce. Ou seja, é uma curadoria do seu estoque, que é escolhida e apresentada como opções alternativas ao item que está sendo visto pelo usuário.

Eles são, normalmente, exibidos em uma vitrine virtual nas páginas de produto e podem aparecer com diversas nomenclaturas. Porém, independente do nome dado à estratégia, a principal configuração desses produtos é em formato carrossel.

Os produtos relacionados são itens similares ao produto principal que está sendo exibido na página de vendas. Na imagem, os Cabos Tipo C são da Loja Virtual Mirão Distribuidora, desenvolvida pela Bis2Bis E-commerce.
Os produtos relacionados são itens similares ao produto principal que está sendo exibido na página de vendas. Na imagem, os Cabos Tipo C são da Loja Virtual Mirão Distribuidora, desenvolvida pela Bis2Bis E-commerce.

No exemplo acima, os produtos relacionados estão sendo exibidos na página de venda de um Cabo Tipo C. Assim, os itens escolhidos são similares, porém com diferentes especificações, preços e marcas.

Isto é, eles são oferecidos como opções alternativas ao produto pesquisado, caso este ainda não atenda às necessidades do usuário.

🎬 Assista também: Como cadastrar produtos para ranquear seu E-commerce?

Como usar a estratégia de Produtos Relacionados para aumentar as vendas?

O funcionamento dos produtos relacionados é bastante similar à experiência em uma loja física.

Nesses espaços, as vitrines são projetadas para atrair as pessoas que passam por ela, além de facilitar a decisão de compra do visitante.

O mesmo acontece com as vitrines online, que devem ser estrategicamente estruturadas para capturar a atenção do usuário. Ou seja, elas servem como um mapa, direcionando os clientes para onde você deseja: produtos em destaque, promoções ou lançamentos. 

Mas, além de ser esteticamente agradável, a sua vitrine precisa ser funcional, levando os visitantes a se tornarem clientes. Então, uma vitrine virtual eficaz direciona os usuários por um caminho desejado até a compra.

E é por isso que você deve saber como usá-las da forma correta para aumentar as vendas online.

Como escolher os produtos relacionados?

Ao falarmos em configuração de produtos relacionados, é muito comum que o primeiro pensamento seja o de escolher itens que os clientes podem levar em adição àquele que está sendo visto.

Mas, na verdade, existe uma forma muito mais eficiente de trabalhar essa estratégia.

Imagine a seguinte situação: um consumidor entra em uma loja física com o desejo de comprar uma camiseta branca de mangas longas.

Os produtos relacionados funcionam da mesma forma que a venda em uma loja física
Os produtos relacionados funcionam da mesma forma que a venda em uma loja física

Então, o vendedor mostra a ele um produto, mas ainda não é o que o consumidor procura.

Para garantir essa venda, ele mostra, então, outros itens que a loja possui dentro das mesmas especificações. Sejam as camisetas de gola V ou arredondada, com ou sem bolsos, independente da variação, elas seguirão o modelo inicial descrito pelo cliente.

Dessa forma, ele pode se interessar por alguma das demais alternativas, aumentando as chances de conversão.

Agora, imagine que, ao entrar na loja e não encontrar o que procurava, o vendedor mostrou ao cliente uma calça jeans e um cinto.

As chances dessa visita se tornar uma venda serão menores, já que esses itens não são similares ao que o cliente estava procurando.

O mesmo acontece na vitrine virtual do seu E-commerce, que precisa de ainda mais cuidados. Isso porque, em um ambiente digital, o usuário normalmente não é direcionado por um vendedor.

Ou seja, as informações precisam estar claras e de fácil acesso para o cliente encontrar o que precisa e concluir a compra.

Portanto, ao escolher os produtos relacionados, use itens similares ao produto principal que está sendo visualizado. Eles podem variar em preço, marca e detalhes, mas devem ser o mais parecidos possível com o que o cliente busca.

Quando você vai em busca de uma calça jeans, provavelmente não vai se interessar por uma regata.

💡 Leia também: Como melhorar a experiência de compra com usabilidade?

Onde colocar os produtos relacionados?

Outra dúvida bastante comum é: em que posição da página de produtos devo colocar a seção de produtos relacionados?

A resposta depende de qual é a hierarquia das informações no seu nicho de mercado.

Ela pode ficar alocada abaixo da descrição e das especificações técnicas de seus produtos, caso essas informações sejam essenciais para a conversão em vendas.

Por exemplo, para a venda de um sofá, é muito importante para o consumidor saber quais são as medidas, o tipo de tecido, cor e outras informações extremamente pertinentes para uma compra segura.

Coloque os produtos relacionados após a descrição e especificações técnicas se elas forem essenciais para a conversão em vendas, assim como a Cama inBox, desenvolvida pela Bis2Bis E-commerce.
Coloque os produtos relacionados após a descrição e especificações técnicas se elas forem essenciais para a conversão em vendas, assim como a Cama inBox, desenvolvida pela Bis2Bis E-commerce.

Agora, se esses dados não forem tão relevantes, a seção de produtos relacionados pode ficar acima delas, logo abaixo das fotos do produto principal.

Outros tipos de Vitrine Virtual

Agora que você já sabe o que são produtos relacionados e como usar essa estratégia, vamos explorar outros tipos de vitrine virtual na página do produto.

Essas, sim, podem conter produtos complementares ou com características diferentes do principal.

Compre junto

Na seção de “Compre Junto” são escolhidos produtos que complementam o item que o cliente está vendo no momento.

Essas sugestões podem vir como carrossel ou como opção de adição única ao carrinho.

Compre junto é um tipo de vitrine virtual na página de produtos em que são exibidos itens que complementem o produto inicial. Na Amazon, livros jurídicos podem ser comprados junto com marcadores para facilitar a leitura.
Compre junto é um tipo de vitrine virtual na página de produtos em que são exibidos itens que complementem o produto inicial. Na Amazon, livros jurídicos podem ser comprados junto com marcadores para facilitar a leitura.

Essa modalidade pode ficar logo abaixo do produto. A ideia é aproveitar a navegabilidade do cliente para vender produtos que ele talvez precise ou que complementam o que ele está comprando.

Por exemplo, a página de produto de um celular pode oferecer logo abaixo uma capa de proteção. Outro exemplo é vender uma calça e oferecer também um cinto. 

Ao apresentar produtos que complementam a escolha inicial do cliente, há uma maior probabilidade de adicionar mais itens ao carrinho. Ainda mais se o preço final for mais atrativo do que todos os itens separados.

Essa técnica é chamada também de Cross Selling, na qual é aproveitado o interesse do usuário em um produto para oferecer outro que complemente a sua escolha.

Quem viu, viu também

Muito parecida com o Compre Junto, a diferença dessa modalidade é que são somente exibidos os produtos e não disponibilizados como uma oferta única.

Contudo, a estratégia segue o mesmo raciocínio: mostrar itens que funcionem como uma solução adicional ao produto que está sendo visto ou opções diferentes daquela que o cliente está procurando.

Você já deve ter encontrado essa seção como “Quem viu, viu também”, mas ela também pode ser chamada de “Quem comprou,comprou também”, “O que os outros estão vendo”, “Isto combina com”…

A Cless Cosméticos exibe na página de produto de um shampoo outras opções de kit que oferecem uma solução mias completa por um preço maior. A loja virtual foi desenvolvida pela Bis2Bis E-commerce.
A Cless Cosméticos exibe na página de produto de um shampoo outras opções de kit que oferecem uma solução mias completa por um preço maior. A loja virtual foi desenvolvida pela Bis2Bis E-commerce.

Essa abordagem é frequentemente alimentada por algoritmos e análises de dados que rastreiam e compreendem os padrões de compra dos clientes. Ou seja, ela mostra o que está gerando interesse, mesmo que não esteja levando a uma venda imediatamente.

Pode ser uma técnica do Up Selling, que apresenta novos produtos de qualidade superior ou com mais funcionalidades por um preço mais alto.

Para novos visitantes ou aqueles indecisos sobre suas escolhas, essa vitrine virtual oferece uma direção, mostrando-lhes opções que poderiam ser do seu interesse.

Então, ao sugerir alternativas, o seu E-commerce pode manter o cliente interessado, mesmo que o produto original não tenha sido exatamente o que eles estavam procurando.

💡 Leia também: Como fidelizar clientes no E-commerce?

Novidades ou Mais vendidos

Outra técnica de Up Selling que pode estar na vitrine são as Novidades ou os Mais Vendidos

Pode ser que você tenha algum produto popular no mercado, que custa mais caro, ou produtos sazonais que precisam ser vendidos logo.

Mostrar essas opções para seus clientes pode impulsionar vendas adicionais. Esse tipo de carrossel pode ser usado na página de categoria também.

A Dona Castanha, cliente Bis2Bis, utiliza a seção de Mais Vendidos em diversas páginas de produto e complementam a sua vitrine virtual.
A Dona Castanha, cliente Bis2Bis, utiliza a seção de Mais Vendidos em diversas páginas de produto e complementam a sua vitrine virtual.

Vantagens do uso dos Produtos Relacionados

O uso de produtos relacionados pode ter muitos impactos positivos nos resultados da sua Loja Virtual.

Se usados da forma correta, estratégica e inteligente, é uma ferramenta capaz de oferecer algumas vantagens ao seu E-commerce.

Melhora a experiência do cliente

Ao indicar produtos relacionados, o cliente pode encontrar com facilidade produtos em sua Loja Virtual, mesmo que não seja o que estava procurando inicialmente.

Assim, seu E-commerce entrega uma experiência de compra mais agradável e satisfatória. Isso certamente terá um bom reflexo na taxa de conversão e aumento de receita.

Aumento na taxa de conversão

Pode ser que o cliente entrou em sua loja online direto em um produto específico, mas não era bem o que ele estava procurando. 

Ao mostrar outras opções de produtos relacionados, a chance deste visitante continuar no seu E-commerce é maior e, consequentemente, as chances de converter também. 

Afinal, uma boa vitrine virtual não apenas apresenta os produtos, mas também os posiciona de uma forma que incentive a compra.

🎬 Assista também: Como aumentar a taxa de conversão com UX?

Aumento no ticket médio e receita

Com a oferta de produtos relacionados, é possível que seu E-commerce consiga um aumento do ticket médio. Métrica importante para analisar o desempenho da sua Loja Virtual.

Ao exibir produtos parecidos, o cliente pode tomar conhecimento da venda deste item, se interessar e concluir uma compra de valor maior ao inicial.

Consequentemente, há também o aumento de receita da sua Loja Virtual. Isso porque oferecer produtos relacionados ou produtos similares pode acionar gatilhos mentais em seus clientes.

Pronto para evoluir sua Vitrine Virtual?

As vitrines virtuais são mais do que apenas exposições de produtos. Elas são ferramentas estratégicas para capturar a atenção, guiar a jornada do cliente, maximizar as conversões e aumentar a sua receita.

Assim como no mundo físico, a forma como os produtos são apresentados online pode fazer toda a diferença para a conclusão de uma venda bem-sucedida.

Então dedique tempo e recursos para otimizar sua vitrine online e utilizar os produtos relacionados. Assim você pode melhorar significativamente a experiência do usuário e, por consequência, aumentar as vendas.

Mas lembre-se de usar com inteligência e moderação para não pesar no carregamento das páginas. Tudo isso é preciso levar em consideração quando o objetivo é entregar uma experiência de compra eficiente.

Precisa de ajudas como essa para evoluir as suas vendas online? Fale com um de nossos especialistas em E-commerce e saiba como o seu negócio pode expandir!


Tags: