5 tendências do e-commerce para começar 2021 vendendo mais

24 de novembro de 2020

O maior fato de 2020 é que a pandemia do Covid-19 mudou todos os planos que o varejo tinha (de forma boa e ruim, ao mesmo tempo). Assim, as previsões e as tendências do e-commerce para 2021 estão chegando de “cara nova”.

O mercado teve que se adaptar aos novos hábitos do consumidor. Nós, empreendedores, tivemos que aprender (na marra) que sempre vamos ter que atualizar nossos planos por conta dos consumidores. Isso vai acontecer constantemente, porque o e-commerce está se modificando o tempo todo.

Junto com as novas atualizações, chegam as expectativas dos clientes. Ou seja, toda vez que o cliente entra no seu e-commerce, ele espera que a experiência de compra dele seja ainda melhor do que na última vez que ele navegou no site.

Pensando em melhorar a experiência do seu consumidor na sua loja virtual, reuni algumas das maiores tendências do e-commerce que o comércio está aguardando para 2021 e 2022, acompanhe comigo:

Design digital 3D

O design digital 3D é uma grande tendência do e-commerce para 2021. A imagem mostra o processo de desenvolvimento do design digital 3D de uma peça de roupa da marca Tommy Hilfiger - DIVULGAÇÃO/TOMMY HILFIGER
O design digital 3D é uma grande tendência do e-commerce para 2021. A imagem mostra o processo de desenvolvimento do design digital 3D da marca Tommy Hilfiger – DIVULGAÇÃO/TOMMY HILFIGER

O design digital 3D oferece uma versão digital e 3D (como o próprio nome diz) de um determinado produto. Basicamente, o Design Digital 3D possibilita que o cliente veja detalhadamente cada centímetro do produto antes de realizar a compra. 

No processo de criação do design digital 3D, as roupas são 100% digitais. Isto é, o Design Digital 3D funciona como uma amostra virtual do produto (que só passa a ser produzido fisicamente quando o cliente realiza a compra). É uma forma de apresentar um item para o consumidor de forma remota, rápida, sustentável e totalmente detalhada

Com essa tendência do e-commerce, é possível criar protótipos de roupas digitais, através de softwares específicos, para o cliente ter noção de como é o produto.

Onde utilizar o Design 3D?

Muitos empreendedores já utilizam o design 3D no design, em amostragem, em showrooms, em lojas virtuais, na publicidade, em jogos, na realidade aumentada e em roupas digitais (esses 2 últimos nós nos aprofundaremos mais adiante).

Além de ser uma boa alternativa para o B2C, em que o cliente consegue “experimentar” roupas online por exemplo, o 3D pode funcionar muito com B2B. Dessa forma, o fornecedor pode mostrar especificamente como é o produto para a empresa, antes de produzir uma grande quantidade do item.

A famosa marca de roupas Tommy Hilfiger foi uma das pioneiras a criar suas coleções em Design Digital 3D. Além dela, outras grandes referências adotaram essa modalidade, como Pink, Dior e Fendi.

Realidade aumentada

A realidade aumentada já existe em muitas lojas virtuais. Isso é verdade. Mas a tendência aqui é que ela se torne ainda mais comum na grande maioria dos e-commerces. Isso porque a realidade aumentada é uma das tendências do e-commerce que facilita muito a vida do consumidor, direcionando a compra e fazendo a integração imediata do mundo físico com o digital.

A realidade aumentada facilita a tomada de decisão e adapta o online ao mundo físico de forma instantânea
A realidade aumentada facilita a tomada de decisão e adapta o online ao mundo físico de forma instantânea

A realidade virtual é, basicamente, um ambiente de imersão criado para inserir algo virtual no ambiente físico.

Anteriormente, o mercado já utilizava a realidade virtual no entretenimento, jogos ou filmes. Mas, recentemente, os lojistas começaram a utilizá-la como um método de venda. 

Diante disso, a partir da realidade virtual, cria-se uma conexão virtual muito próxima do cliente, tornando o produto muito realista. A realidade virtual oferece ao cliente os detalhes de um produto que vai comprar, além de mostrar como vai ficar no seu espaço, no seu corpo ou até no seu pet.

Essa é uma forma de se conectar com o seu público de forma imediata, facilitando, assim, a tomada de decisão do consumidor. Por isso se tornou uma das grandes tendências do e-commerce. Segundo pesquisa da Shopify, ter acesso aos produtos em realidade aumentada incentiva a conversão em até 250%.

Roupas digitais

Neste ano, uma peça de roupa ficou muito famosa e foi o foco de muitas matérias distribuídas pelo mundo. A pauta era uma blusa que tem o valor de U$699 (praticamente 3.800 reais)!! Muita coisa né? Mas o que mais choca nem é o valor. A roupa não é física, apenas digital.

Essa é a camisa digital mais famosa do mundo atualmente, o que impulsiona as roupas digitais como grandes tendências do e-commerce - TRIBUTE BRAND/DIVULGAÇÃO
Essa é a camisa digital mais famosa do mundo atualmente, o que impulsiona as roupas digitais como grandes tendências do e-commerce – TRIBUTE BRAND/DIVULGAÇÃO

Isso mesmo! A camisa só existe na realidade virtual. Desenvolvida pela marca Tribute Brand, essa peça é apenas um exemplo de roupas digitais que estão fazendo muito sucesso pelo mundo, e prometem ser um nicho muito promissor a ser explorado. 

O verdadeiro valor das roupas digitais

Os consumidores pagam este valor para “obter” o produto no mundo digital. Ou seja, ao comprar uma roupa digital, cria-se uma montagem na foto do cliente em que ele usa determinado produto

Você ainda pode estar achando que isso é “loucura”, mas na verdade não é não. Cada vez mais as redes sociais e jogos ocupam um espaço maior dentro da vida dos consumidores. Com o isolamento social (causado pela pandemia do Covid-19), as pessoas pararam de sair de casa e muitas empresas acharam que iam falir.

Mas na verdade o consumo só aumentou. E a roupa digital, por exemplo, tende a ser um caminho que está se expandindo. A roupa digital pode ser usada em mídias sociais, mundos virtuais, jogos, entre outros. Ela é uma forma de interagir sem sair de casa. Além disso, muitos consumidores utilizam as roupas digitais para diversificar o estilo. Como ousar numa peça que jamais usaria no mundo físico, por exemplo.

Voice commerce

Com certeza você já ouviu falar da Siri, da Alexa ou do Google Assistente. Esses recursos permitem comandos de áudio guiados pela Inteligência Artificial (IA). O voice commerce, basicamente, é um e-commerce que os usuários podem realizar a compra através da voz.

A Alexa está se tornando cada vez mais comum dentro das casas brasileiras. Isso significa que a procura por voice commerces, que atendam a esse tipo aparelho, tende a aumentar significativamente.

O voice commerce ganhou muita força em 2020. Sendo assim, adaptar sua loja virtual ao voice commerce será um grande diferencial para sua operação nos próximos anos.

PWA (Progressive Web App)

O PWA (Progressive Web App) é, basicamente, um aplicativo nativo mais inteligente. Ele é uma aplicação híbrida entre web e mobile. 

O PWA é uma das tendências do e-commerce que mais promete crescer nos próximos anos
O PWA é uma das tendências do e-commerce que mais promete crescer nos próximos anos

A principal proposta do PWA é entregar uma experiência eficiente ao usuário, similar a de um app comum. Mas com algumas vantagens:

  • Offline: o PWA funciona com conexões bem lentas ou sem nenhuma conexão;
  • Atualização: quando são detectados upgrades necessários no PWA, o sistema instala automaticamente;
  • Custo: o custo de desenvolvimento do PWA é bem menor do que um app tradicional;
  • Armazenamento: o PWA utiliza pouco armazenamento no dispositivo (25 vezes menos do que um app nativo).

Por essas e outras razões que o PWA é uma das tendências do e-commerce que mais tem crescido.

Para acessar o PWA manualmente, basta inserir a URL no navegador. Entretanto, o PWA também pode aparecer no dispositivo como se fosse um aplicativo (com um ícone na tela inicial). Assim, quando o usuário clicar no ícone, o aplicativo é exibido em uma janela do navegador ou do próprio sistema.

O PWA pode acessar informações sobre a bateria, enviar notificações, manter um ícone na página principal e usar tela cheia. Ou seja, o PWA tem tudo de melhor que um aplicativo tem, mas com os benefícios de funcionar offline, da atualização automática, do baixo custo de desenvolvimento e da pequena necessidade de armazenamento.

Quer desenvolver um PWA para o seu negócio?

Toda tecnologia desenvolvida tem como propósito melhorar e facilitar a comunicação. Por isso, o PWA tem o poder de revolucionar o dia a dia da sua empresa e do seu cliente,  ajudando no faturamento do seu e-commerce.

A Bis2Bis E-commerce é especialista na criação de loja virtuais, mas, além disso, também desenvolvemos PWA’s para possibilitar um crescimento rápido e saudável da sua operação. Se você tem interesse em desenvolver uma nova tecnologia no seu e-commerce, clique aqui e fale com um de nossos especialistas e saiba como podemos te ajudar.

Omnichannel

O Omnichannel é uma estratégia que está se tornando indispensável dentro das empresas. Esta é uma das mais fundamentais tendências do e-commerce. Em suma, o Omnichannel é a integração de todos os canais de venda de uma operação. 

Seja na loja virtual, loja física, aplicativo, PWA, redes sociais ou televendas, seu negócio deve integrar todos os canais para que o Omnichannel funcione de forma eficiente.

O foco dessa estratégia é a experiência do consumidor. Isto é, a partir do momento que você oferece uma solução integrada para o seu consumidor (o Omnichannel), ele está livre para realizar a compra da maneira como preferir. 

Com essa estratégia, o seu cliente pode comprar um produto na loja virtual e retirar na loja física, por exemplo. Ou ter a experiência da realidade virtual no espaço físico de uma loja.

Uma das maiores tendências do e-commerce: o consumidor em 1º lugar

Essa é a maior tendência do e-commerce: o cliente. À medida em que o consumidor evolui, ele passa a necessitar de outras formas de comunicação e de consumo. É assim que surge alguma nova tendência. 

Todas as tendências que listei acima, neste artigo, tem relação DIRETA com a necessidade do consumidor.

Preciso te dizer que talvez você não consiga agregar todas essas tendências ao seu e-commerce. E na verdade, talvez, todas elas nem façam sentido para você. Ainda que as tendências sejam muito legais e revolucionárias, muitas delas exigem um certo investimento e principalmente um bom planejamento.

Algumas dessas tendências podem não fazer sentido para você. Já outras precisam, e vão,  “acontecer naturalmente” dentro da sua operação. À medida que você vai adaptando sua loja virtual às necessidades do seu consumidor, acaba percebendo que algumas dessas tendências terão que ser implementadas, ainda que de forma gradual.

Meu conselho é que você foque em uma tendência, busque conhecimento, se dedique a ela e estruture essa mudança no seu negócio. Não tenho como te falar qual dessas tendências é a melhor para sua operação. Entretanto, se eu pudesse dar um chute genérico, diria que o Omnichannel é uma dessas tendências que provavelmente você vai precisar se adaptar mais rápido, pois é uma das que mais nos ajudam a atender melhor o cliente.

Então, esteja sempre em busca de atualizações que vão melhorar a experiência de compra do seu consumidor e que façam sentido para o seu negócio. Assim, você vai conseguir atingir mais consumidores, vender mais, satisfazer seu cliente e ter fidelização. Você pode garantir esse ciclo se sempre pensar no seu consumidor em primeiro lugar na sua operação.


Tags:







Quer ficar por dentro de todas as novidades?
Assine a newsletter da Bis
Iniciar Conversa
1
Contato Comercial Bis2Bis
Olá,
Esse é um canal comercial da Bis2Bis Ecommerce.
Converse agora com nossa equipe de especialistas.