Blog
Menina utilizando um tablet para realizar uma pesquisa de seo para e-commerce.

5 dicas de SEO para e-commerce para aplicar agora mesmo

555 Visitas0 Comentários

Compartilhe nas mídias sociais

Atrair novos consumidores para a loja virtual é um desafio e tanto para a operação e para o bolso do empreendedor. Isso porque, muitas vezes, pensamos que gerar tráfego e atrair oportunidades de venda significa, automaticamente, investir em anúncios ou mídia paga. Pagar por tráfego sem dúvida pode ser uma forma de ajudar muito sua operação, mas custa caro e nem sempre é o ideal. Existe outra forma de divulgar sem gastar com mídia paga: o SEO para e-commerce.

SEO é a sigla para Search Engine Optimization (otimização para mecanismos de pesquisa). O SEO reúne diversas estratégias pensadas para os “robôs” do Google, que fazem com que o buscador entenda que o seu conteúdo é relevante e o coloque nas primeiras posições.

Dessa forma, essa é uma alternativa busca que fazer com que sua loja virtual ranqueie na primeira página do Google. Além disso, segundo uma pesquisa realizada pela agência Conversion, brasileiros confiam 77% mais em buscas orgânicas do que em links patrocinados. Então, vale a pena focar nessa estratégia!

Dicas de SEO para seu e-commerce implementar agora e ranquear melhor

O SEO é um universo cheio de possibilidades que pode agregar muito valor à sua marca. Por isso, revelei abaixo algumas dicas de SEO para e-commerce que podem ser implementadas facilmente na sua operação e garantir que sua loja virtual ranqueie melhor no Google, confira:

1. Defina palavras-chave para utilizar no e-commerce

O processo de ranqueamento orgânico de um site sempre começa na procura de palavras-chave. Para isso, pense nas palavras que têm relação direta com o seu negócio (o que o cliente pesquisaria na hora de procurar um produto que você tem no seu e-commerce?).

Defina uma lista de palavras-chave que você possa utilizar no site. Após definir isso, utilize as palavras por todo o e-commerce, desde descrições de produto até na home da sua loja e, é claro, para criar conteúdos. Isso faz com que o consumidor encontre a sua loja mais facilmente ao pesquisar no Google. 

2. Fortaleça as descrições de produtos

Utilizar a palavra-chave nas descrições de produto faz com que seu e-commerce tenha mais chances de aparecer quando o consumidor procura pelo termo. As descrições de produto são boas formas do Google identificar o seu conteúdo e a sua referência no segmento, além de ajudar seu cliente a entender sobre o produto.

Mas, atenção: fuja das descrições que são enviadas pelo fornecedor. Isso porque o Google entende que você está copiando conteúdo e tende a rebaixar a página no momento da busca. Portanto, crie um texto simples e original, com as informações sobre o produto que sejam claras e completas. Isso não é só uma questão de SEO para e-commerce, mas sim de ajudar seu cliente na tomada de decisão.

3. Otimize todas as imagens do site

As imagens podem ser bons meios de gerar tráfego para seu e-commerce. Para isso, você deve utilizar corretamente o alt text, que é o texto descritivo da imagem. O alt text faz com que o Google entenda e consiga ler os elementos visuais de uma página.

Para isso, nomeie as imagens inserindo a palavra-chave no nome do arquivo, por exemplo: ao invés de colocar “imagem1.jpg”, coloque o nome real do seu produto “pijama-sonhart-infantil-rosa.jpg”. Além disso, o Google tende a olhar com bons olhos as imagens em alta resolução, com muitos detalhes e fotografias still.

4. Dedique-se a todas as URL’s 

A URL é um ponto muito importante para o ranqueamento no Google. Isso porque ela, em teoria, mostra o assunto principal da página. Por isso, facilite a leitura para o usuário. Use URLs curtas e objetivas, pois são compreendidas mais facilmente. E isso, além de ser melhor para o entendimento do leitor, favorece sua posição do buscador, com o SEO para e-commerce.

Assim, mantenha-se sempre atento às URL’s do seu e-commerce. Tente fazer com que elas sejam simples e objetivas (amigáveis), passando o verdadeiro conteúdo daquela página

5. Deixe seu e-commerce intuitivo para o usuário

Quanto mais simples e intuitivo for o seu e-commerce, mais fácil será do usuário encontrar o que precisa. Isso pode ser pensado desde o menu (deixando os produtos mais comprados, por exemplo, em uma categoria específica) quanto no banner principal.

Por isso, organize o seu e-commerce para que o cliente tenha uma navegação simples e rápida. Isso, além de aumentar sua taxa de conversão, pode diminuir sua taxa de rejeição e melhorar o tempo médio de permanência no site, fatores que pesam muito no ranqueamento orgânico.

Outra coisa que ajuda na intuitividade do e-commerce é utilizar os breadcrumbs (migalhas de pão), que mostram o caminho percorrido pelo usuário ou a estrutura do seu site. Veja um exemplo:

Breadcrumbs ajudam no SEO para e-commerce

Além de tornar a compra mais simples, o Google lê tudo isso de forma positiva, ajudando no SEO para e-commerce.

Dicas BÔNUS de SEO para e-commerce que funcionam a longo prazo

As dicas que citei acima são para você implantar neste momento no seu e-commerce, pois são mais fáceis de ser implementadas. Entretanto, eu não poderia deixar de citar algumas outras dicas de SEO para e-commerce que trazem resultados positivos, mas que precisam de um pouco mais de tempo para serem implementadas. Dessa forma, listei as principais dicas que, mesmo não sendo tão práticas e imediatas, são importantes para o ranqueamento da sua loja, confira:

Crie um blog de conteúdo

Conteúdo é um dos fatores mais valiosos no SEO para e-commerce. Conteúdos novos são um prato cheio para os buscadores, porque isso mostra que os sites estão ativos e atualizados. Dessa forma, criar um blog para e-commerce pode ser uma ótima maneira de agregar relevância e trazer tráfego para o site.

O blog permite que você reforce o uso das palavras-chave, assim, o Google entende que você é referência naquele termo e vai te posicionar cada vez melhor. E, além disso, é mais uma maneira dos usuários encontrarem seus produtos.

Esteja presente nas redes sociais

As mídias sociais são outras boas amigas do SEO para e-commerce. Mais que compartilhar conteúdo, essa é uma chance de atingir cada vez mais pessoas na internet. Além de trazer tráfego para o site e atingir potenciais clientes, as redes sociais oferecem dados interessantes sobre o público da loja virtual.

Tem muitas informações importantes sobre o público-alvo no próprio Instagram, por exemplo, que é uma ferramenta muito rica. O Youtube também é uma rede que tem crescido muito e possibilita alto compartilhamento de conteúdo (em outras redes ou inserida em blog posts e e-mails). Por isso, ajuda e muito no ranqueamento do seu e-commerce. 

Fique atento à segurança de dados

Além de entregar confiança para o consumidor da loja virtual, o Google identifica a certificação de segurança de dados (SSL) como uma forma de oferecer uma navegação segura ao usuário e posiciona melhor esses sites.

O Google vê a segurança como algo fundamental para ranquear bem uma página. Por isso, fique atento também a isso, cada posição no Google vale ouro.

Busque uma plataforma de e-commerce eficiente

A plataforma pode parecer uma dica meio longe da prática, não é mesmo? Mas, acredite, não é! A escolha da plataforma do seu e-commerce influencia diretamente nas suas vendas, além de que todas essas otimizações listadas acima não são possíveis com uma plataforma de e-commerce engessada.

A plataforma de e-commerce deve ser otimizada para facilitar todas essas operações que foram citadas acima e, inclusive, ser otimizada para SEO. Então, esteja muito atento no momento de escolher uma plataforma.

Divulgar para vender

Deixar sua loja virtual na primeira página no Google é desafio que exige diversos cuidados recorrentes, mas que visam obter um resultado consistente a longo prazo. Mas não tem mais como fugir disso. Para crescer, escalar seus negócios e vender cada vez mais, é preciso que sua marca seja reconhecida no mercado. E o SEO para e-commerce vai te ajudar a impulsionar sua operação, trazendo tráfego e relevância de mercado. 

O SEO é uma área que se atualiza o tempo todo. Isso acontece porque o Google e os outros buscadores se modificam e se atualizam junto com os consumidores. Então, adapte seu e-commerce ao seu público. Até porque, ao otimizar o SEO para e-commerce, estamos pensando no que será melhor para o usuário.

O SEO aprende o que o consumidor busca e facilita o seu entendimento. Esse mecanismo funciona como se fosse um padrão a ser seguido para facilitar a vida do cliente. Assim, ainda mais importante do que ranquear no Google, as dicas que citei acima vão ajudar na comunicação com o cliente e fazer com que você chegue até ele mais facilmente.

Tudo que você precisa saber para vender mais no e-commerce

Vender mais no e-commerce é tudo o que nós, empreendedores, mais queremos. O SEO para e-commerce é uma forma de estimular esse crescimento, mas não é um trabalho que é feito sozinho. Existem outros fatores que facilitam o sucesso no meio online. 

Pensando nisso, escrevi uma série de artigos em que falo “Como vender mais no e-commerce” e explico como atingir melhores resultados. Este texto é o 5º da série e estou desenvolvendo semanalmente os conteúdos. Para não perder nenhum artigo, assine nossa newsletter e fique por dentro!

Compartilhe nas mídias sociais

Comente aqui ↓